3 armadilhas nos investimentos: fuja delas!

3 armadilhas nos investimentos: fuja delas!

Na hora de escolher um investimento, acreditamos que estamos tomando a melhor decisão para cuidar do futuro ou ver o patrimônio crescer. Algumas tendências do comportamento humano, entretanto, podem nos pregar uma grande peça: nos fazendo acreditar que estamos fazendo escolhas racionais, quando, na verdade, não estamos analisando os dados com tanta frieza assim.

Baseado nos estudos dos psicólogos Daniel Kahneman e Amos Tversky, o superintendente-executivo comercial e estrategista de investimentos da Santander Asset Management, Aquiles Mosca, apresenta alguns padrões de comportamento que podem ser armadilhas para os investimentos. Sua fala ocorreu durante o seminário “Como Investir em Você”, promovido pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), na última semana. Confira.

1) Dar relevância exagerada aos fatos mais recentes

Um dos fatores que distorcem a nossa análise na hora de investir são as informações que estão mais “frescas” na memória. Isso porque tendemos a dar importância – às vezes exagerada – ao que escutamos com frequência nos últimos tempos.

O excesso de informações sobre determinado tema, então, pode fazer com que eventos raros pareçam mais significativos do que realmente são. “Damos mais atenção a histórias bem contadas do que a estatísticas e, por isso, tendemos a superestimar a probabilidade de um evento ocorrer novamente”, explica Mosca.

O exemplo clássico é o de acidentes aéreos. Nos dias seguintes a uma tragédia de avião, um número significativo de notícias e conversas giram em torno do ocorrido – basta lembrar do trágico acontecimento com o avião que levava a delegação da Chapecoense. Essas informações fazem com que aumente a sensação de insegurança da população e cresça, por exemplo, o número de cancelamento de passagens. Na prática, nem de longe os acidentes de avião ocorrem na mesma proporção que os de carro. Mesmo os dados sendo claros, o sentimento acaba falando mais alto na hora de tomar a decisão.

Com os investimentos não é diferente. Quer um exemplo? Quem nunca observou a rentabilidade passada de um investimento e achou que aquela era a melhor opção para colocar o seu dinheiro? Mesmo sabendo que resultado passado não garante o futuro, somos levados a acreditar que aquilo deve voltar a ocorrer.

Por isso, antes de escolher um produto financeiro, vale sempre se perguntar: eu realmente baseei minha opinião em dados e análises de especialistas ou estou sendo simplesmente influenciado por informações que obtive recentemente?

2) Deixar-se levar pelas próprias percepções

Mosca coloca também que tendemos a tomar decisões a partir das nossas próprias percepções e análises. Ao mesmo tempo, entretanto, tentamos nos convencer de que consideramos todos os lados e estamos sendo racionais na escolha. “Os investimentos são um terreno muito fértil para acreditarmos que estamos no controle quando, na verdade, estamos seguindo a nossa própria opinião”, explica. Quando se trata do futuro do seu dinheiro, essa, sem dúvida, pode ser uma grande cilada.

armadilha_investimento_interna

3) Agir conforme o grupo

Conhecida como “efeito manada”, a tendência de tomar decisões baseadas no comportamento do grupo no qual estamos inseridas pode oferecer outro grande risco para os investimentos.

Quando muitas pessoas ao nosso redor estão tomando determinadas decisões, automaticamente inferimos que há um bom motivo para aquilo e somos levadas a fazer a mesma escolha. É o famoso “se todo mundo está fazendo, deve ser bom”. Essa tendência tem um efeito fortíssimo sobre o nosso comportamento – até maior do que imaginamos – e, em muitas situações, pode nos levar a tomar decisões pouco racionais.

Manual de sobrevivência da investidora

Saber reconhecer esses padrões do comportamento humano é fundamental para tentar evitar as armadilhas na hora de investir. Pensando nisso, Mosca dá algumas dicas do que avaliar para fazer melhores escolhas em aplicações financeiras.

Defina seus objetivos com os investimentos:

Antes de optar por qualquer aplicação financeira, seja mais ou menos arriscada, é fundamental que você entenda o motivo de estar investindo. Você está poupando para a aposentadoria? Para comprar um carro? Para fazer um curso? Ter objetivos claros irá ajudá-la a não cair na tentação de sair do seu planejamento durante o percurso.

Leitura complementar

Investimento para iniciantes

Investimento para iniciantes

Ver mais

Identifique seu horizonte de investimentos:

A partir dos seus objetivos, você será capaz também de avaliar se os seus investimentos serão de curto, médio ou longo prazo. Ter isso mente é fundamental para fazer escolhas adequadas de produtos financeiros.

Avalie sua propensão ao risco:

Entender qual é o seu perfil de investidora, ou seja, qual é o nível de risco que está disposta a assumir com os investimentos, é outro ponto essencial na hora de escolher os melhores investimentos para você.

Acompanhe de perto seus investimentos (mas não tão de perto assim):

Mosca coloca que é fundamental para a investidora entender o produto financeiro no qual colocou o seu dinheiro e acompanhar o seu desempenho. Ficar olhando os seus resultados diariamente, entretanto, pode trazer mais ansiedade do que benefícios e estimular o impulso de pular de investimento sem uma análise adequada.

Faça a si mesmo algumas perguntas (e tente ser honesta nas respostas):

Algumas questões que podem ajudá-la a identificar os vieses de comportamento na sua tomada de decisão são: eu pesquisei mesmo? Eu considerei a opinião de profissionais? Eu entendi por que escolhi esse investimento? Ele está em conformidade com os meus planos pessoais?

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close