3 dicas para reduzir o tempo com o smartphone

3 dicas para reduzir o tempo com o smartphone

Você imagina quanto tempo gasta diariamente usando o seu smartphone? Seja para conversar com os amigos ou para resolver assuntos profissionais, a rotina diária parece ter ficado mais longa e cansativa depois que eles entraram definitivamente em nossas vidas.

Se por um lado o smartphone possibilita que você resolva situações cotidianas com mais rapidez, por outro ele te escraviza sem que você perceba. Uma pesquisa feita com quase 500 executivos pelo Centro para Liderança Criativa, divulgada pelo Wall Street Journal, mostrou que 60% deles passam de 13,5 a 18,5 horas por dia conectados ao trabalho, por meio dos smartphones.

Uma das razões para o uso contínuo do aparelho é justamente o fortalecimento dessa cultura de imediatismo. Como a tecnologia permite que as pessoas fiquem acessíveis a qualquer momento, elas passam sentir a necessidade de atender solicitações a qualquer momento, mesmo se não estiverem em horário de trabalho. O hábito torna-se ainda mais forte se outros colegas de profissão fazem a mesma coisa.

O resultado disso todas nós já conhecemos: aumento da ansiedade, estresse, irritabilidade e perda de qualidade de vida. O artigo do Wall Street Journal cita algumas iniciativas que poderiam ser adotadas pelas empresas para reduzir a quantidade de horas gastas pelos funcionários em smartphones. No mesmo sentido, seguem algumas dicas para que você administre melhor o seu tempo com o aparelho e leve uma vida mais equilibrada.

Disciplina com a rotina

Para ter uma rotina de trabalho mais equilibrada, é preciso que você, antes de qualquer outra pessoa, respeite seus limites e horários. É claro que vão ter dias em que o trabalho vai acumular um pouco mais, terão pendências no escritórios que vão gerar algumas horas extras, mas é preciso que esses excessos tenham limites.

Ao chegar em casa, procure usar seu tempo livre para fazer um exercício físico, ler um livro, interagir com a família, ver televisão e deixe o smartphone de lado. Aos poucos você vai deixando de lado aquela fixação em atualizar a caixa de entrada do seu email a cada cinco minutos. Seja realista, você está fora do escritório, o expediente já acabou. Não se sinta na obrigação de olhar o email o tempo todo porque se fizer isso, vai se tornar um hábito, difícil tanto para você quanto para seus superiores de abandonar.

uso_excesso_smartphone

Reduza o tempo com as redes sociais

O uso constante do celular faz com que você queira checar seu facebook com mais frequência, postar coisas no twitter freneticamente, olhar esse ou aquele link, conversar no whatsapp, enfim, te prende na tela por mais tempo. Por consequência, se pula uma cartinha na sua caixa de entrada fica mais difícil de deixar de olhar.

Convenhamos, ficamos presas às redes sociais mais por hábito do que por utilidade propriamente. Deixe isso de lado por intervalos maiores, aproveite a vida fora do mundo virtual e sinta-se mais independente do smartphone.

Filtre as mensagens

Sua caixa de entrada lota todo dia, mas de tudo que chega você provavelmente não precisa de mais que 10%. E o tempo que você gasta conferindo as coisas que não importam? Configure seu email para que somente as coisas importantes sejam priorizadas.

O Gmail, por exemplo, tem ferramentas para que você possa categorizar seus emails, e assim saber aqueles que devem ter prioridade. Tirar um tempo para fazer essa organização vai lhe ajudar no cotidiano a checar seus emails com mais rapidez.

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close