3 ideias para economizar com a volta às aulas

3 ideias para economizar com a volta às aulas

*Ticiana Paixão

As despesas do início do ano sempre ficam mais salgadas para quem estuda ou tem filhos na escola. São muitos gastos como matrícula, material escolar, livros, uniforme… É uma lista de compras enorme que compromete qualquer orçamento familiar.

Seria bom se conseguíssemos uma maneira de deixar de comprar e economizar muitas dessas coisas. Algumas empresas, famílias e até mesmo escolas estão adotando ideias geniais para ajudar nesse problema, confira:

1) Reaproveitar e comprar coletivamente os materiais escolares

A lista de material é um dos itens mais pesados. Antes de sair comprando tudo novo, levante todo material utilizado no ano que passou e veja o que ainda pode ser usado. Customizar está na moda e é simples, basta dar ao material usado uma nova cara, por exemplo, juntar folhas limpas dos cadernos usados e construir uma capa nova, colar adesivos na mochila ou estojo, entre outras opções. Além de ensinar à criança a importância de economizar, ela terá materiais diferentes e personalizados.

Para os itens que realmente precisam ser comprados, é possível economizar com a compra coletiva. . Essa prática acaba não valendo a pena se você for comprar material para um ou dois estudantes, mas se juntarem outros pais poderão comprar em atacado. Assim, o preço unitário dos produtos diminui consideravelmente e o valor economizado será significativo.

2) Compra e troca de livros usados

A compra de livros usados já é muito comum. É possível encontrar livros literários e didáticos com facilidade em sebos e até na internet, a maioria está em perfeito estado e tem o custo bem inferior em comparação aos novos. Para ajudar a encontrar os sebos, visite o site www.estantevirtual.com.br, ele reúne a lista de muitos sebos de todo o Brasil e traz a descrição detalhada do estado dos exemplares.

economizar-volta-aulas

Além de comprar, é possível vender os livros que não serão mais necessários e fazer uma graninha extra.

Outra alternativa é fazer trocas. A ideia é semelhante à aplicada nas escolas públicas onde os alunos entregam ao final do ano letivo o livro utilizado, para que outra criança use no ano seguinte. Essa ideia é simples e pode ser feita em qualquer escola ou curso, basta que os alunos entreguem os livros que usaram durante o ano que concluíram. Se todos fizerem, terão livros de todas as séries para trocas e o aluno pode levar o que será utilizado no próximo ano letivo.

Importante salientar que tanto para venda como para troca, é fundamental cuidar dos livros para que eles cheguem conservados nas mãos do próximo estudante, para isso, a dica é encapar, não dobrar e nem fazer anotações nos mesmos. É preciso ficar de olho também em atualizações nas edições dos livros didáticos. A troca ou compra em sebos não pode prejudicar a qualidade do ensino dos alunos.

3) Troca de uniformes

As crianças crescem rápido e perdem roupas em pouco tempo, isso também acontece com os uniformes, muitos deles deixam de caber enquanto ainda estão praticamente novos. Alguns pais até doam os uniformes que não cabem mais para crianças menores, mas nem todos conhecem quem possa receber.

Pensando nisso, uma escola em São Paulo teve uma ideia genial: promover trocas de uniforme entre os alunos. Funciona da seguinte maneira: em todas as reuniões de pais durante o ano, eles levam para a escola os uniformes que não cabem nas crianças e podem levar para casa peças maiores doadas por outros pais. Essa troca acontece durante todo ano letivo, não tem limite de peças e ninguém é obrigado a doar para poder pegar peças. A mãe que nos contou sobre essa prática disse que muitos pais doam e poucos levam peças para casa. Quem pega encontra muitas peças que parecem novas, principalmente calças e bermudas.

Essas ideias são simples e podem ser implantadas em qualquer família ou escola. Converse com outros pais, com a coordenação da escola e sugira essas e outras ideias. Além de fazer bem ao bolso, faz bem para criança, que aprende a cuidar e dar mais valor ao material e principalmente para o mundo: produzindo menos lixo, mantendo materiais, livros e uniformes em uso por mais tempo.

*Ticiana Paixão tem 30 anos é casada, engenheira civil e responsável pelo blog Viver com pouco. Mora no Rio de Janeiro, cidade que tem um dos maiores custo de vida do país, isso fez com que ela começasse a procurar descontos, brindes e qualquer método que ajude a economizar no dia a dia.  Leitora de muitos  blogs e artigos sobre economia, começou a escrever seus post para compartilhar tudo que tem aprendido sobre esse tema. 

Fotos: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ticiana Paixão

Ticiana Paixão

close