3 passos para acabar com situações de assédio moral

3 passos para acabar com situações de assédio moral

O expediente está acabando e você sente o corpo praticamente te expulsando da cadeira e mostrando a saída para que você chegue em casa o quanto antes. Sua vontade é aproveitar o restante do dia para pensar em qualquer coisa, menos no local onde trabalha. No dia seguinte, quando o despertador toca, nada parece mais insuportável do que a ideia de sair da sua cama. E o problema não está nos colegas, nem na profissão que você escolheu. O problema tem uma sala separada da sua e gosta de te apontar o dedo indicador para te lembrar de quem ele é: seu chefe ou sua chefe.

Por mais que a legislação trabalhista preveja punições para chefes abusivos que adotam condutas de assédio moral, muitas vítimas deste tipo de situação acabam não tomando as providências que deveriam e deixam que os abusos verbais e os comportamentos errados se acumulem. Se você tem suportado situações constrangedoras, os reflexos disso podem impactar diretamente na sua saúde e qualidade de vida. Em um post sobre este tema, Julia Sonenshein, do portal Daily Worth, menciona um estudo que aponta que o risco de uma doença cardiovascular é aumentado em 38% em um emprego estressante. Como sair desta situação antes da sua saúde ser afetada?

Você também pode gostar: 
Como reagir ao aumento do desemprego
Como lidar com entrevistas que parecem não fazer sentido
3 passos para fortalecer sua imagem pessoal na busca por um novo emprego

Pondere sua situação atual

Coloque sua posição atual dentro da empresa na balança e defina objetivamente o que este emprego representa para você hoje. Você tem aspirações de subir dentro desta corporação? Enxerga meios deste crescimento acontecer ou este chefe está te impedindo de avançar? Você está satisfeita com as funções que desempenha? Suas ações são valorizadas ou respeitadas? Questione-se a respeito de aspectos como este. Se o único motivo que estiver te segurando na empresa for a remuneração, é hora de atualizar seu LinkedIn e ficar de olho no mercado para novas possibilidades.

Veja os últimos dois passos na próxima página!

assedio-trabalho

Planeje outros caminhos dentro da empresa

Se você trabalha em uma grande corporação e sabe que tem potencial para desenvolver suas habilidades em setores diferentes, avalie as possibilidades de mudar de equipe. Uma nova liderança e desafios diferentes podem te dar outro ânimo e impulsionarem sua carreira.

Não deixe situações abusivas passarem em branco

Não permita que o medo te paralise. Você é constantemente exposta diante dos colegas?  Sua chefe te cobra em tom de ameaça? Assume o crédito por ideias suas, mas não assume responsabilidade pelos erros de equipe? Reuna provas (emails, documentos, etc), converse com colegas que possam testemunhar a seu favor e consulte um (a) adgovado (a) trabalhista para lhe orientar.

Mais do que simplesmente garantir renda, um emprego precisa motivar e trazer perspectivas para a construção de um futuro.

Fotos: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close