4 dicas para reorganizar a vida financeira após o divórcio

4 dicas para reorganizar a vida financeira após o divórcio

Quando duas pessoas vão morar juntas, o casal pode até ter alguns tropeços até organizar e alinhar o orçamento da casa. Mas se as duas partes tiverem disciplina, no fim das contas dá tudo certo, afinal, é a união de forças também na vida financeira. Por outro lado, quando o assunto é divórcio, além de todo o desgaste emocional que isso traz para as duas pessoas, existe o desafio de novamente ajustar o orçamento.

A tarefa não é simples. Na vida a dois, dá para dividir as contas, no mês que um está mais apertado o outro ajuda com uma conta e outra, enfim, dois bolsos fazem mais que somente um. Mas tudo é uma questão de ajuste. Por mais que o momento seja difícil, não tomar as rédeas a tempo para reorganizar a vida financeira pode piorar ainda mais a situação. Se você está passando por um momento como este ou sente que o divórcio é uma realidade próxima, a professora Eliza Lippe, especialista em contabilidade e gestão financeira pela IBE-FGV, traz algumas orientações para ajudar a organizar o orçamento.

Você também pode gostar:
Esclareça suas principais dúvidas sobre pensão alimentícia
O divórcio e o dilema da pensão dos filhos
Brigas de casal: Não quero que o dinheiro seja motivo de divórcio!

Refazendo o orçamento

A primeira orientação da especialista é mapear novamente todas as despesas e a receita disponível. Organize uma planilha identificando as despesas fixas e quanto elas consomem do seu salário. Este é o primeiro passo para definir as principais mudanças que você pode precisar fazer. “É preciso focar no essencial, nas necessidades primordiais. O objetivo é encontrar um custo médio, a partir disso você vai incluindo outros tipos de gastos”, afirma.

Planejamento da economia doméstica

A professora orienta que essas anotações sobre as despesas com contas fixas, variáveis e o quanto elas consomem do salário, devem ser feitas mês a mês. Com este controle, a cada três meses você compara os gastos. “É uma forma de ver como você pode economizar, onde está gastando mais dinheiro do que deveria. Pode ser o chuveiro ligado por muito tempo, a máquina de lavar roupa”, ressalta.

casal-divorciado

Reorganização do espaço

Reavalie o lugar onde você vive. Se você permaneceu no imóvel onde vivia com seu ex-marido ou ex-mulher e o local é amplo, com mais quartos do que você precisa, de repente é o momento de escolher um outro local para morar. Manter os custos de uma casa ou apartamento maiores do que você precisa certamente vai apertar no bolso.

Diminuição das despesas fora de casa

A especialista recomenda ponderação nos jantares fora de casa e passeios dispendiosos. Vale ressaltar que os sacrifícios são para ajudar neste período de ajustes. Ainda que você seja uma pessoa organizada financeiramente, o aumento das contas e a reavaliação das despesas em geral terão um impacto no bolso.

Divertir-se, espairecer, ver amigos e estar com a família é fundamental neste período, afinal, independente de quem tenha partido a iniciativa de pedir o divórcio, o processo é doloroso para os dois lados. Não abra mão do seu lazer, mas procure alternativas que não sejam tão dispendiosas neste momento.

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close