4 mentiras que podem acabar com sua entrevista de emprego

4 mentiras que podem acabar com sua entrevista de emprego

Não dá para negar que uma entrevista de emprego – especialmente se for para uma posição que você deseja muito – gera ansiedade e expectativa. Muitas vezes, o ímpeto para não deixar a oportunidade pode levar a candidata a mentir ou distorcer algumas informações que estão no currículo.

Bom, o tiro pode sair pela culatra. Algumas mentiras que ao seu ver possam parecer pequenas, na verdade podem te levar a perder a vaga e ainda deixar uma impressão ruim. Inspiradas em um artigo do Popsugar, listamos abaixo algumas mentiras que podem te comprometer em uma entrevista de emprego.

Você também pode gostar:
Como lidar com entrevistas de emprego que parecem não fazer sentido
3 passos para fortalecer sua imagem pessoal na busca por um novo emprego
SOS: Perdi o emprego

O endereço

Durante a busca por uma oportunidade de trabalho em outra cidade, é comum ver gente colocando um endereço no currículo que na verdade não é da candidata, pode ser de um amigo ou de um parente. A pessoa teme que a moradia em outra cidade seja um empecilho e que o recrutador incline-se a dar preferência para quem já reside na cidade onde fica a sede da empresa.

Bom, se a sua intenção for dar o endereço de alguém como referência, é importante que você assegure com seu amigo ou familiar se realmente é possível passar alguns dias neste endereço, até conseguir um lugar para si e finalizar sua mudança. Da mesma forma, é preciso deixar claro ao entrevistador que este é um endereço provisório e que você está em processo de mudança. Isso é importante para que você tenha uma certa margem para conseguir se estabelecer. Se isso não é mencionado, o recrutador vai presumir que você já tem endereço fixo e que pode começar no novo emprego de imediato.

Continue a ler a matéria na próxima página!

O salário 

Em geral, as pessoas que mudam de emprego buscam, entre outras coisas, um salário melhor. Se você for questionada sobre seu último salário, não caia na tentação de criar uma certa “inflação” para melhorar seu passe. Se houver qualquer desconfiança, é uma informação fácil de ser checada com seus últimos empregadores. Além disso, as empresas costumam monitorar o mercado e possuem ao menos uma estimativa do salário que seus concorrentes estão oferecendo.

Se o seu objetivo é deixar claro que não está disposta a aceitar uma posição com um salário menor ou igual ao seu anterior, responda dizendo que não está inclinada a aceitar nenhuma proposta abaixo do valor X. Uma outra estratégia é ser objetiva – sem ser indelicada – e deixar claro que seu último salário não estava condizendo com suas capacidades e experiência.

entrevista-trabalho

A escolaridade

Mentir sobre a graduação seria uma mentira fácil demais de pegar e poucas pessoas ousam fazer tamanha besteira. Em contrapartida, não é raro ver gente tentando disfarçar quesitos adicionais, como o conhecimento em idiomas. Fez um semestre de determinada língua, mas coloca no currículo que fala o básico. Consegue compreender vagamente um texto em espanhol, mas nunca estudou o idioma profundamente e coloca que possui nível intermediário.

Essas ciladas também podem lhe pegar. A pessoa pode querer testar seus conhecimentos fazendo algumas perguntas em outra língua. Neste momento, seu nervosismo pode lhe entregar de imediato. O domínio de outra língua é importante para muitos setores, seja no dia a dia das funções ou para lidar com clientes e fornecedores. Seja honesta e coloque no papel somente o que você realmente sabe. Se estiver começando a aprender outra língua, é importante mencionar. O entrevistador ficará mais satisfeito em ver seu empenho em aprender um idioma novo do que com a tentativa de mostrar algo que você não sabe.

Demissão

Muita gente fica relutante em mencionar que foi demitida do último emprego e pode até criar histórias para encobrir o que realmente aconteceu. Da mesma forma como dissemos sobre o salário, o histórico pode ser checado e a mentira te deixar em maus lençóis. A situação demonstra ao recrutador que você quis esconder algo e que, se mentiu, provavelmente estava errada.

Para evitar interpretações distorcidas, se você for questionada sobre o motivo da saída da última empresa, não sinta-se desconfortável em dizer que foi demitida. Se houve algum tipo de situação desagradável, você não precisa entrar em detalhes, mas seja honesta quanto ao desligamento. Em tempos de crise, cortes em empresas são mais que compreensíveis.

Fotos: Shutterstock

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close