6 dicas para aproveitar o Carnaval com as crianças

6 dicas para aproveitar o Carnaval com as crianças

*Luciana Cattony

Não é só a fantasia que garante nota 10 no Carnaval com as crianças. Os pais ou acompanhantes dos pequenos devem ficar atentos a uma série detalhes importantes para que essa festa tão esperada seja realmente um momento de descontração e alegria.

Conversamos com a Bebel Soares, diretora da rede Padecendo no Paraíso e uma das organizadoras da Padecendo na Folia, um bloco de mães e suas famílias, que atraiu mais de 9 mil pessoas no pré-carnaval de Belo Horizonte. Falamos ainda com a pediatra e neonatologista Carolina Menna sobre alguns cuidados que vão garantir tranquilidade e animação dos pequenos foliões e suas famílias.

1 – Ambiente/Segurança

Segundo a pediatra Carolina Menna é comum, na emoção do Carnaval, algumas pessoas deixarem de lado a segurança dos pequenos. Carolina faz um alerta: “É muito fácil perder de vista uma criança em um aglomerado de pessoas. Por isso a importância de um ambiente apropriado pra elas”, complementa. Se a família optar por um local com muitos adultos, a orientação é deixar as crianças um pouco mais afastadas da confusão, assistindo tudo a uma certa distância para minimizar os riscos.

Bebel Soares, diretora do Padecendo no Paraíso, também recomenda dar preferência a blocos e eventos planejados para crianças, reunindo famílias com o mesmo propósito. “É bem importante observar se o consumo de bebidas alcoólicas no local é moderado”, complementa.

Outra recomendação importante das especialistas é identificar a criança com seu nome e também com os nomes dos pais e telefones de contato. Se não tiver a pulseira de identificação, vale uma identificação à caneta, no próprio antebraço da criança.

carnaval-criancas-pulseira-identificacao

Pulseira de identificação BBDU

Além disso, Bebel Soares recomenda que os pais marquem algum ponto de encontro, no caso da criança se perder. A família deve combinar este local assim que chegarem à festa. Ela acrescenta ainda que o ideal é dar preferência a um ponto tranquilo e de fácil acesso.

Tirar uma foto da criança antes de sair de casa também ajuda a lembrar os detalhes da roupa e pode servir para divulgação e localização da criança em caso de desaparecimento.

2 – Alimentação

A intoxicação alimentar é muito comum no verão e o problema, muitas vezes, está relacionado ao transporte e armazenagem dos alimentos. Neste cenário, Carolina recomenda evitar as comidinhas que podem se estragar com o calor, como presunto e queijo. “Nessas horas um biscoitinho funciona bem”, complementa a pediatra.

O mais importante é cuidar da hidratação. Os pais devem levar e oferecer muito líquido. Vale usar e abusar: água, água de coco, suco, tudo sempre muito fresquinho, lembra Carolina. A pediatra também recomenda levar água de casa, caso não se saiba a procedência da água em outros locais. Se tiver uma sacolinha térmica, é interessante guardar os alimentos nela. “No sol e no calor as crianças vão brincar e suar bastante, então tem que hidratar mesmo!”, salienta.

3 – Calor

Além dos malefícios para a pele, o excesso de sol pode causar insolação e levar a criança à desidratação. Pensando nisso, Bebel Soares recomenda dar preferência a locais sombreados e não esquecer de levar um filtro solar na bolsa.

O uso do filtro solar é obrigatório, mesmo em dias nublados, reforça a pediatra Carolina Menna. Ela recomenda o uso do filtro infantil nas crianças, que não causa alergia na pele dos pequenos e tem uma fixação maior. A aplicação do filtro deve ser repetida a cada 2 horas: “as crianças suam muito, passam a mãozinha no rosto a todo instante, tem que repetir a aplicação!”, reforça.

No caso de estarem em um local com mosquitos é recomendado o uso de repelentes apropriados às crianças. Não precisa passar no corpo todo, apenas nas partes expostas. É bom evitar passar repelentes nas mãos e no centro da face. Caso haja necessidade de utilizar o protetor solar e o repelente, o indicado é passar primeiro o filtro.

4 – Espumas em spray, confetes e serpentinas

As espumas em spray são muito atrativas e, na maioria das vezes, não sabermos a sua procedência. Em sua composição existem substâncias que podem causar reações alérgicas e irritações na garganta e nos olhos dos pequenos. Para evitar qualquer tipo de problema, Bebel recomenda utilizar os tradicionais confetes e serpentinas de papel; que são muito divertidos e oferecem menos riscos.

É interessante estar atenta também em relação ao uso das tintas e maquiagens nos pequenos. De acordo com Carolina Menna, as crianças acabam colocando tudo na boca. Por isso, a importância de darmos preferência aos produtos próprios para os pequenos.

5 – Estímulos sonoros e luminosos

Bebel Soares acha importante os pais saberem se as músicas que vão tocar no local são adequadas às crianças, evitando conteúdo impróprio e coreografias sensualizadas. “Proteger a criança desses conteúdos depende da educação e cultura dos pais”, afirma.

O som alto demais pode afetar o tímpano da criança, dependendo da proximidade que ela estiver da caixa de som. O estímulo sonoro e luminoso excessivo pode deixá-la agitada e alterar, inclusive, sua rotina do sono. Ficar atento aos sinais de estresse e cansaço da sua criança é uma dica valiosa. Não insista em permanecer na festa com seus pequenos se eles apresentarem sinais de que não aguentam mais. “Não se deve levar a criança à exaustão”, lembra a pediatra.

6 – Fantasias

Conforto, facilidade e criatividade são alguns itens que devem ser levados em conta na hora de escolher as tão esperadas fantasias. Porém, a pediatra Carolina Menna alerta os pais em relação ao calor. Roupas inadequadas ao clima: que cubram demais a criança ou com tecido muito espesso podem facilitar a desidratação pelo suor excessivo. “É importante ter isso sempre em mente”, afirma.

Separamos algumas opções de fantasias como inspiração para você. Todos os modelitos foram retirados do Instagram Alice no País das Fantasias.

Alice sempre foi apaixonada por fantasias e sua mãe, com criatividade e talento, resolveu satisfazer os desejos da pequena. Para Alice, todo dia é dia de Carnaval. A menina imagina figurinos e a sua mãe, utilizando recursos que tem em casa, é responsável pelas produções. Foi aí que surgiu a ideia de registrar tudo isso pelo Instagram “Alice no país das fantasias”. Olha que legal:

carnaval-criancas-fantasia-infantil

Policial, Sherlock Holmes, Pizzaiolo e Atendente “drive-through” do Mc Donalds. A imaginação é o limite para a pequena Alice.

E o que dizer de seus personagens preferidos?

carnaval-criancas-fantasia-infantil

Doutora Brinquedo, Buster Moon (do filme Sing), Professora Helena (de Carrossel) e Diego (de Dora Aventureira) fazem parte de suas fantasias. Como é bom ser criança!

Espero que aproveite as dicas e que o amor e diversão sejam destaques em seu Carnaval com os pequenos. Que as memórias da festa estejam presentes muito além da quarta-feira de cinzas.

Beijos com carinho.

*Luciana Cattony é publicitária e fundadora do site Real Maternidade.  Luciana tem como objetivo facilitar a vida das mães e levar leveza e alegria para a rotina delas. Siga o Real Maternidade no Facebook e Instagram.

Fotos: Shutterstock e Reprodução

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Luciana Cattony

Luciana Cattony

Real Maternidade

close