6 dicas para economizar com a ceia de Natal

6 dicas para economizar com a ceia de Natal

Não é nada agradável ter que fugir das tradições do Natal, principalmente quando você é a anfitriã e deseja agradar seus convidados. Mas, diante dos resultados dos levantamento mais recentes, não vai bastar somente ser criativa para economizar na decoração da celebração neste ano. É ano de repensar também o cardápio da ceia.

De acordo com um levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) a partir dos dados da inflação oficial medida pelo IBGE, não são só os protagonistas da ceia, como panetone, champagne e aves especiais, que estarão mais caros neste ano. Frutas (normais e secas) e ingredientes para o acompanhamento dos pratos principais também pesarão no bolso do consumidor.

Você também vai gostar de:
Os cuidados com o consumo no fim do ano
10 presentes de amigo secreto por até R$ 50
5 ideias para passar o Réveillon com pouca grana

Mas não precisa desanimar em uma das melhores festas do ano. Com estas dicas, você poderá comemorar o Natal servindo todos os seus convidados e ainda economizar. Confira na próxima página!

1. Vá as compras com muito planejamento

Assim como você pesquisou muito os preços nos supermercados para cada compra ao longo do ano, o mesmo terá que ser feito na hora de escolher os produtos da ceia de Natal. Talvez com ainda mais precisão para não errar nas contas.

Pense na quantidade de convidados para a ceia e, a partir disso, calcule exatamente o quanto precisará comprar para servir a todos. Faça uma lista de controle das compras, para lembrar não só dos produtos como também da quantidade necessária.

2. Procure marcas mais baratas e de qualidade

Em uma pesquisa, o jornal O Estado comparou os preços de dois carrinhos de compras, cada um com 10 itens comuns para a ceia de Natal. Porém, um carrinho foi preenchido somente com marcas premium do mercado, enquanto o outro trazia somente marcas populares e mais baratas. O resultado foi uma diferença de 64% no resultado final da compra.

Em função da alta do dólar, é recomendável evitar produtos importados, mas tenha atenção também nas marcas nacionais, que também são influenciadas por este fator.

Mesmo que você deixe para comprar produtos marcas premium somente em ocasiões especiais, como obviamente é o caso do Natal, troca-los por versões de marcas mais baratas pode ser uma saída para o alto custo da ceia. Mesmo utilizando ingredientes mais baratos, suas receitas continuarão apetitosas para seus convidados.

3. Mude o prato principal

Peru, chester, tender e outras aves especiais para receitas da ceia de Natal podem ficar até 13% mais caras em comparação ao ano passado, de acordo com dados divulgados pela Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav).

Os pratos feitos com peixes também ficam mais caros por causa do ingrediente principal, segundo o IBGE, oito dos 20 tipos mais populares tiveram os preços influenciados pela inflação média. A merluza é a mais cara, tendo registrado alta de 39,58% nos últimos doze meses.

Na hora de fazer as compras para a ceia, se você não quiser abrir mão das aves ou peixes para o prato principal, procure por ofertas e promoções, tendo em vista que estes cortes sofrem aumentos significativos neste período do ano. Compare o custo com o que você gastaria para fazer receitas com carnes de boi ou porco. De repente, esta é uma oportunidade de inovar na ceia e ainda economizar.

dicas-economizar-ceia-natal

Continue a ver as dicas na próxima página!

4. Faça o panetone em casa 

Um panetone de 500 gramas está 17,12% mais caro no supermercado, em comparação ao ano passado. Ou seja, a média de preço de R$,13,36, agora está em R$ 15,65, de acordo com o relatório da Fecomércio.

Mas não é preciso abrir mão de um alimento tão tradicional na sua ceia. Já pensou em fazer você mesma o panetone?

Com a dosagem certa na receita, você poderá preparar um ou mais panetones que sirvam seus convidados e também fugir das versões industrializadas e caras do mercado. Não se esqueça de testar a receita em uma porção menor antes do grande dia.

5. Sirva um jantar temático 

Se você servir todo um cardápio de comidas árabes, por exemplo, poderá economizar comprando ingredientes que podem ser utilizados em mais de uma receita e, de quebra, surpreender seus convidados com um tipo de ceia que eles vão comentar até o próximo Natal.

6. Organize uma ceia colaborativa 

Principalmente para quem costuma receber muitos familiares e amigos na noite de Natal, uma ceia colaborativa significa mais economia para todos. Funciona como uma festa americana, onde cada convidado leva um prato ou uma bebida especial. Mantenha uma lista para acompanhar o que cada um poderá levar e não repetir pratos.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Então clique aqui e assine a nossa newsletter!

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close