7 dicas para baratear o valor do aluguel

7 dicas para baratear o valor do aluguel

Chegou o grande dia de ir morar sozinha. A sensação neste momento é que de fato você entrou pro mundo adulto de vez! Agora você será responsável pela sua própria vida – vai fazer a comida, organizar e limpar a casa e, principalmente, pagar todas as contas.

Na hora que começamos a fazer as contas bate aquele desespero e medo de não conseguir sustentar tudo isso sozinha. Tenha calma! A partir do momento que você fizer a decisão de sair da casa dos pais, faça as contas. Com muito planejamento é possível conseguir valores mais baixos. Veja as dicas:

Pesquisa: Para ter uma base de valores cobrados, veja quais são os bairros que você moraria. A partir disso, faça uma pesquisa de quanto estão cobrando naquela área. Por mais que um corretor de imóveis possa te ajudar nessa, é muito melhor fazer isso sozinha. Sai mais barato e você conhece melhor o espaço e as redondezas do imóvel. Muitos sites podem te ajudar nesta tarefa, como o 123i e o Zap.

Adaptação: Por mais que o imóvel ideal seja num andar alto e tenha quatro quartos – três suítes, duas salas, banheiros grandes e vaga na garagem, você precisa se preocupar se é isso mesmo que precisa. Em tempo de vacas magras temos que nos adaptarmos a nossa realidade. Qual é a sua necessidade mesmo? Precisa de todos esses cômodos? Lembre-se que para cada um deles, vai ter que ocupar com móveis. Se possível, escolha imóveis menores ou em novos modelos, como os lofts e os galpões.

Reforma: Em alguns casos, você encontrou o local que queria, na localização ideal, mas o apartamento não está em bom estado. Por isso é bom saber o perfil dos locatários anteriores: Tinham animal de estimação? A família anterior tinha filhos? Com essas e outras perguntas respondidas, proponha uma reforma. Só que para deixar o imóvel nos trinques, negocie um abatimento do aluguel. Você e o proprietário do imóvel só tem a ganhar nesse acordo.

Pagamento: Assim que estiver fechando o negócio, negocie ao máximo. Tente o máximo de desconto que conseguir. Quando chegar no limite, pergunte se você pagar alguns meses de aluguel à vista conseguirá mais descontos. É provável que o valor reduzido não seja alto, mas pode ajudar no valor final. Nesse meio tempo, fique atenta as mudanças das leis dos aluguéis e das mudanças de valores de indexação de contratos de aluguel.

Divisão: Se mesmo assim o valor do aluguel for alto e comprometa o seu orçamento mensal, pense num amigo, conhecido ou quem sabe o namorado para dividir o espaço e consequentemente o aluguel. Para que o dia a dia seja tranquilo, precisam estabelecer regras de convivência. Assim o espaço não fica zoneado e cada um sabe o limite do outro no espaço.

Pagador: A partir do momento que fechar negócio procure fazer o pagamento sem atrasos em dia. Assim o locador não fica desagradado ou reclama por isso. Além que, ser um bom pagador pode ser um ótimo argumento no futuro para tentar renegociar o aluguel e abaixar o valor. Assim você estabelece uma relação de confiança e de segurança para quem aluga.

Localização: O lado bom de morar de aluguel é que você não é obrigada a ficar pra sempre neste local. A mudança para outra região é mais simples do que comprar um imóvel. Então se o aluguel aumentar e isso te desagradar, procure outra região mais barata e que além de economizar no aluguel, pode fazer economizar no transporte, por exemplo.

Escreva a sua opinião pra gente, o que achou das dicas?

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close