7 formas de não gastar a sua restituição de imposto de renda

7 formas de não gastar a sua restituição de imposto de renda

Sabe aquele período que você fica riscando o calendário, com a sensação de que o Natal vai chegar antes que o próximo dia útil, e uma das maiores torturas é conferir o saldo bancário pelo celular? Pois bem, eis que quando você termina de digitar a senha – já aguardando uma surpresa ruim – “milagrosamente” aparece um dinheiro extra.

Depois do susto gostoso, vem uma rápida dúvida sobre a origem do dinheiro, que dura somente o tempo suficiente para você dar-se conta de que recebeu a sua restituição do Imposto de Renda! O segundo lote começa a ser distribuído hoje.

A alegria é tanta que logo dá vontade de brindar para comemorar. O problema é que muitas vezes o ser humano cai no erro de apertar os bolsos somente quando a grana está curta. Basta cair uma graninha a mais e aquele senso de responsabilidade de economizar em tudo que for possível fica menos criterioso. Ou seja, se você vinha fazendo uma contenção de gastos para lidar com o orçamento apertado, pode acabar colocando tudo a perder se não pegar o dinheiro da restituição e colocar logo em algum investimento.

Você também pode gostar: 
11 momentos que só quem está devendo conhece
8 coisas que eu queria saber sobre dinheiro aos 20 anos
5 dicas para reunir os amigos sem gastar muito dinheiro

A grana extra pode sumir em meio aos doces, bebidas e importados que voltam a encher o carrinho de supermercado.

Desaparecer da carteira depois daquela passeadinha no shopping com lojas cheias de promoções…

Evaporar depois de uma farra caprichada, daquelas que você enche a cara sem pensar no amanhã e muito menos na conta.


“Brindando o retorno à pindaíba em grande estilo”

Diluir-se aos poucos em meio aos gastos excessivos (e desnecessários) em casa, como as várias lâmpadas acesas ao mesmo tempo.

Ser consumido em gasolina se você deixa de lado aquela ideia de usar mais o transporte público e enche o tanque para usar o carro para fazer tudo, inclusive ir à padaria da esquina.

Acabar dentro de um prato de comida do restaurante mais caro da cidade.

Ou em uma caixa de presente fora de hora….com o risco da pessoa não gostar nadinha do que você escolheu.

Torrar dinheiro é fácil, difícil é fazer com que ele volte para o bolso. Se esse dinheiro não tivesse entrado em conta agora, você certamente conseguiria encerrar o mês sem ele, mesmo no sufoco. Então, se não for por uma razão muito boa, como o pagamento de uma dívida atrasada, trate de guardar o dinheiro da sua restituição. Pode ser uma boa forma de começar um investimento ou engordar o seu fundo de emergência.

Fonte dos gifs: Giphy

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close