7 reações quando você vê o que dá pra comprar com R$ 100

7 reações quando você vê o que dá pra comprar com R$ 100

Houve um dia em que uma nota de R$ 100 nos encheu de esperança e sonhos de consumo. Nos fez imaginar bons passeios, refeições em ótimos restaurantes, compras caprichadas e até shows internacionais.

Não que ainda não seja uma maravilha tê-la em mãos, mas hoje ela dá conta somente de uma ida ao mercado no meio da semana – e não pode sair do básico -, uma continha da casa no começo do mês ou algumas peças básicas que estão em falta no armário.

Para você ter uma ideia, uma nota de R$ 100 em 1994 hoje vale apenas R$ 19,90, por conta da maldita inflação.

Se você acompanhou essa mudança, com certeza já passou por uma destas situações:

 

1) Quando você entra em uma loja de brinquedos e vê que sua notinha de R$ 100 não vai dar nem pro cheiro se for comprar o presente que seu sobrinho pediu

via GIPHY – “Eu não vou chorar”

 

2) Quando você pretende fazer aquele jantar com os amigos em casa e tem a impressão de que planejou um banquete real ao fazer as contas

via GIPHY

 

3) Quando você vê o ponteiro da gasolina entrando na reserva e lembra que sua amiguinha mal vai encher a metade do tanque

via GIPHY

 

4) Ao separar a notinha pra passar uma tarde com os filhos no shopping e deixar tudo em pipoca e refrigerante no cinema

via GIPHY – “Eu quero botar esse lugar abaixo”

 

5) Ao observar serenamente o preço da long neck na balada e pensar que vocês vão ter que se despedir em uma noite só

via GIPHY

6) Ao pensar que um dia já deu pra fazer um churrasco pra galera com essa graninha

via GIPHY

 

7) Ao lembrar que em um fim de semana longínquo ela já financiou sua descida pra praia com o namorado

via GIPHY

 

Foto: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

marianaribeiro

Mariana Ribeiro

Jornalista com sotaque e alma do interior. Longe das finanças, passa o tempo atrás de música brasileira, rolês baratos e ônibus vazios. Acredita que o mundo seria outro se as pessoas tentassem se ver.
Fale comigo! :) mariana@financasfemininas.com.br

close