8 coisas que eu queria saber sobre dinheiro aos 20 anos

8 coisas que eu queria saber sobre dinheiro aos 20 anos

A visão de mundo que temos quando somos jovens pode ser um tanto quanto romântica. As expectativas altas demais, as escolhas nem sempre muito acertadas e muitas vezes uma confusão mental na hora de tomar alguma decisão importante envolvendo dinheiro ou o futuro da carreira.

Nessa época, o valor do conselho de uma pessoa querida e mais experiente é inestimável. E todo mundo aqui já deve ter passado pela situação de ter pensado “poxa, por que não ouvi minha mãe/pai aquele dia?”. Abaixo segue uma lista de conceitos que podemos ter quando jovens e que podem nos causar alguns tropeços em nossa jornada.

Você também pode gostar:
7 ditados sobre dinheiro que você não deve esquecer
9 conselhos de mãe para a vida financeira
11 livros que toda mulher de sucesso precisa ler

Saber tudo que entra e sai da conta

Primeiro estágio, primeiro emprego…os primeiros passos para tentar buscar a independência financeira. Se você ainda está começando a lidar com o seu próprio dinheiro, cuidado com a empolgação. A falta de hábito de controlar as finanças pode te levar ao descontrole, aos gastos excessivos aos finais de semana ou mesmo com compras desnecessárias. Não gaste tudo que tem em conta e fique de olho no seu consumo com o cartão de crédito.

Tudo que vem fácil, vai fácil

Dê valor ao dinheiro que vai parar em suas mãos. Se você tem o privilégio de contar com uma ajuda financeira dos pais, não caia na cilada de gastar esse dinheiro sem pensar duas vezes. Esse é um erro comum e costuma ser cometido justamente pelo ganho ter vindo sem a necessidade de esforço. Acontece que as coisas não serão assim sempre, ganhar seu próprio dinheiro vai demandar determinação, então é preciso que você valorize o que tem e saiba a necessidade de economizar para os momentos difíceis.

Não vale a pena trabalhar só pela grana

É comum a gente imaginar que poderá ser muito feliz com um contra-cheque bem gordo ao final de cada mês, nossa cultura de incentivo ao consumo nos reforça esse conceito o tempo todo. Acontece que só o dinheiro não é capaz de te deixar feliz. Estudos mostram que, a partir do momento que você atinge um determinado patamar financeiro na vida, o dinheiro para de te satisfazer. Ter dinheiro é bom sim, mas ele não pode ser o objetivo final.

tempo-dinheiro

Colher os frutos demora mais do que imaginamos

Ter a noção exata de quanto tempo levará para termos o retorno que esperamos da nossa carreira não é tão simples. Aos 20, você pode muito bem imaginar que estará com a vida tranquila aos 25, mas as coisas podem demorar mais do que você imagina. Viver sempre na expectativa de que as coisas aconteçam ao seu tempo pode te deixar frustrada sem necessidade. Trabalhe duro, invista em si mesma, tenha foco, mas também saiba ser paciente para esperar as coisas acontecerem a seu tempo.

Quem não arrisca, não petisca

Seu momento é agora. Aproveite a sua juventude para arriscar, tentar as possibilidades, explorar aquilo que você não conhece, mas que pode lhe abrir portas. Se a escolha não for a melhor? Não se culpe. Os erros cometidos agora lhe trarão experiência no futuro.

Tempo vale mais que dinheiro

Quando você tem todo o tempo do mundo, pode não dar o devido valor à esta frase. Mas não espere a vida passar para perceber o quanto seu tempo é valioso. Muita gente gasta energia e todo o tempo disponível trabalhando ininterruptamente, mas sem de fato aproveitar o retorno financeiro deste trabalho. Trabalhe duro, mas saiba reconhecer a hora de dar uma pausa para curtir sua família, seus amigos e as experiências que o dinheiro pode lhe proporcionar.

Analise bem o que você precisa ter

Logo que recebe a primeira bolsa de estágio, você corre em uma loja e compra um celular caro em 12 parcelas. Conseguiu o primeiro emprego? Vai logo comprometendo-se com o financiamento de um carro. Situações muito comuns e que são fáceis de gerar grandes dores de cabeça para quem está começando a vida. Tenha calma, não tome decisões precipitadas com seu dinheiro, avalie com calma o que você realmente precisa ter e tenha em vista que uma dívida neste momento pode complicar a sua vida. Estabeleça seus pilares, faça uma reserva de emergência e controle os gastos.

Na fartura, muitos amigos. Na dificuldade, só os verdadeiros

Você já deve ter presenciado alguma situação como esta na vida. Aquela pessoa na turma que está em todas as festas, sempre cercada de gente, que banca a noitada, que empresta dinheiro. Já deve ter notado a quantidade de pessoas enchendo a bola da figura. Se a pessoa endinheirada em questão, no entanto, entra numa fase complicada, você conta nos dedos quem permanece ao lado. Se você é a pessoa excessivamente paparicada por ser muito mão aberta, tome cuidado e preste bem atenção ao seu redor. O dinheiro pode te trazer amizades que não valem a pena…

 

Crédito das fotos: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close