8 dicas para economizar com alimentação fora de casa

8 dicas para economizar com alimentação fora de casa

Comer fora de casa pode até ser prático, mas pesa muito mais no bolso do que você possa estimar. Pesquisa feita recentemente pela Assert (Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalho) e o Instituto Datafolha mostrou que o brasileiro gasta, em média, R$ 27 para comer fora de casa nas grandes cidades. Isso significa que uma pessoa que recebe apenas um salário mínimo teria que comprometer quase 80% de sua renda mensal para comer fora de casa durante os dias úteis do mês.

Seja por comodidade ou necessidade, a inflação dos alimentos afeta não só o valor final do carrinho de supermercado, mas certamente o custo dos restaurantes, que acabam por repassar isso ao consumidor final. Se você pretende continuar alimentando-se bem e quer alternativas para preservar seu bolso, seguem algumas dicas para baratear o preço da refeição em casa!

Você também pode gostar: 
7 dicas para diminuir as despesas com supermercado
“Economias” que não valem a pena
Pequenas economias no dia a dia

Lanche de casa

O que você gasta comendo fora de casa não se limita apenas ao valor do prato no restaurante. No intervalo da tarde é grande a tentação de comprar um sanduíche, um salgado ou vitamina para matar a fome, mais uma notinha para as despesas do dia. Uma forma de reduzir o valor deste lanche do intervalo é levar algumas coisas de casa. Pode ser uma fruta, um pacotinho de biscoitos, barrinhas de cereal, um iogurte, enfim, o que você preferir. Se colocar na ponta do lápis, vai ver que sai mais barato incluir estes itens nas suas compras de supermercado do que todo dia comprar sua comida na lanchonete.

Corte a sobremesa

Sabe aquela dica de cortar os supérfluos para reduzir o valor das compras do supermercado? O princípio aqui é o mesmo. Se o almoço já está saindo mais caro que o esperado, é hora de deixar a sobremesa de lado. Prepare um doce em casa, para comer em outro momento. Você satisfaz sua vontade de comer uma guloseima sem aumentar sua média diária com a alimentação em restaurantes.

Cafezinho

Fique tranquila, não vamos sugerir que você retire o café da sua rotina. Sabemos que para muita gente o dia não começa da mesma forma se não tiver um gás extra da cafeína. Nossa sugestão, no entanto, é um reajuste nos momentos em que você toma este café. Em vez de parar na lanchonete para tomar um “pingado” ou mesmo pedir aquele expresso depois do almoço, tome o seu cafezinho em casa ou no escritório.

Explore bem a região do trabalho

A rotina muitas vezes é tão corrida que não arrumamos tempo para conhecer direito a região onde trabalhamos. Mas tirar um tempinho para explorar melhor o local onde você está pode ajudar a diminuir seus gastos médios com alimentação. Dê uma volta caprichada no seu entorno, converse com as pessoas para saber onde elas almoçam, quanto pagam em média, o que os locais oferecem, etc.

restaurante-self-service

Happy hour

Aquela esticadinha no bar depois do expediente é um hábito frequente entre você e seus colegas de trabalho? Que tal pensar em opções mais baratas para esse momento de descontração? Reúnam-se em casa, com cada um levando o que for beber e umas coisinhas para petiscarem. Vocês podem revezar de casa ao longo das semanas ou pelo menos intercalar esses encontros com os do bar, para dar uma amenizada no valor que gastam com as bebidas e porções, além dos 10% do atendimento.

Almoços/jantares de fim de semana

A visita a um restaurante bacana é um hábito frequente para as refeições em família ou mesmo para namorar? Se a conta do restaurante está pesando no orçamento, que tal substituir esses momentos por refeições em casa de vez em quando? A preparação de uma receita legal, ao som de uma boa música, pode ser um ótimo momento de descontração. A comida fica mais barata, não tem 10% e nem dor de cabeça para encontrar vaga para o carro ou fila de espera!

Benefícios

Fique atenta a tudo que puder lhe proporcionar preços melhores. O programa de vantagens de seu cartão de crédito (muitos oferecem descontos em restaurantes), coupons de desconto e a nota fiscal paulista, caso você resida em São Paulo, ou mesmo se estiver passeando pelo estado.

Alimentos de época

Se você tiver a possibilidade de levar o seu almoço de casa para o trabalho, cozinhe mais e prepare seu almoço. Além de ser mais saudável, pois você mesma vai escolher os ingredientes e controlar o preparo, pode sair mais barato. Uma das formas de baratear as compras do seu almoço é escolher os alimentos de época, que sempre são oferecidos por preços melhores. Para saber quais são, basta consultar as centrais de abastecimento da sua região. No caso da Ceagesp, a tabela pode ser encontrada aqui.

Crédito das fotos: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close