8 erros que você comete com o seu cartão de crédito

8 erros que você comete com o seu cartão de crédito

Ele pode ser prático, cheio de vantagens e facilitar muito a sua vida. No entanto, é a conta de deixar o bom senso de lado por alguns instantes e ele já logo mostra o poder que tem para avacalhar suas finanças e criar uma enorme dívida. Na verdade, o uso do cartão de crédito acontece com tanta facilidade por um fator psicológico.

Gastar dinheiro de plástico é menos doloroso do que usar o convencional, de papel mesmo. O ser humano é naturalmente avesso à perdas, como já foi comprovado em diversos estudos relacionados à psicologia econômica. Quando você percebe o dinheiro saindo da carteira, a experiência é mais dolorosa. O bom senso naquele momento pode atuar de forma mais incisiva, te levando a negociar um desconto ou mesmo desistir da compra. Com o dinheiro de plástico, este efeito visual desaparece e você nem sente que está gastando.

Você também pode gostar:
Você conhece todas as tarifas que paga com cartão de crédito?
3 passos para diminuir os gastos com o cartão de crédito
Mantenha a motivação para ficar livre das dívidas

Sendo assim, listamos alguns erros que são cometidos com cartão de crédito. O aprendizado é sentido no bolso, do modo mais difícil. Veja a seguir!

Pagar fatura com atraso

Pagar a fatura do cartão depois do vencimento significa arcar com dois custos a mais: 2% de multa sobre o valor total e 1% de juros de mora. Fique atenta ao calendário e não deixe a data passar.

Aumentar o limite

Muita gente cai na besteira de considerar o crédito uma extensão da própria renda. As compras parceladas as vezes se tornam tão diluídas que o gasto em excesso fica cada vez mais difícil de perceber. Sendo assim, o impulso para pedir o aumento do limite é mais um passo rumo ao precipício das suas finanças. Não ceda à tentação de gastar cada vez mais no crédito e procure encurtar seu limite o máximo que puder.

Pagar somente o valor mínimo

Esta é uma ciladas mais perigosas. Os juros do rotativo do cartão de crédito são os mais caros praticados no mercado, de acordo com o Banco Central. A incidência chega a 395% ao ano. Quando você deixa de pagar o valor integral da fatura e opta pelo mínimo, o mês seguinte vem com juros altíssimos em cima do valor que deixou de ser pago.

Deixar de checar a fatura

Ser negligente com o valor da sua fatura pode te fazer desperdiçar dinheiro sem necessidade. Não raro vemos por ai notícias de fraudes. Se não for um desses casos, você pode dar o azar de ser cobrada indevidamente em alguma compra do mês. Confira todos os valores e guarde os seus comprovantes para checar os gastos.

gastos-cartao-credito

Sacar dinheiro

Outro erro comum é o uso do cartão de crédito para realização de saques. Na prática, isso é considerado um empréstimo, já que você está contando com um dinheiro que não tem. Ou seja, para cada valor sacado, vai pagar uma tarifa e os mesmos juros mensais do rotativo. Os valores cobrados variam de acordo com cada banco, mas já vale adiantar: custa caro!

Ignorar os benefícios

Confira quais são as vantagens e benefícios oferecidos a você em seu cartão de crédito. Pode ser desconto em cinema, teatro, restaurantes, shows ou mesmo milhas para viagens. Se você tem direito, nada mais justo que fazer uso.

Não comparar diferentes bancos e bandeiras

Na hora de pegar um cartão de crédito, não aceite sem contestação aquele que o banco manda para a sua casa. Faça pesquisas, avalie qual é o melhor para o seu perfil e a instituição que oferece condições mais vantajosas. Alguns bancos, por exemplo, dão isenção da anuidade. Neste link da Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito você pode comparar tarifas de diferentes instituições.

Pagar pelo cartão de crédito internacional sem necessidade

Se você não viaja para o exterior com frequência e nem faz compras online em sites estrangeiros, qual o sentido de usar um cartão de crédito internacional? As tarifas e a anuidade são mais caras. Se ele a funcionalidade não for realmente útil para você, troque por um nacional.

Fotos: Shutterstock

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close