A poupança tem limite?

A poupança tem limite?

Como estamos cansadas de saber, a poupança ainda (!) é o investimento mais popular no Brasil. Sempre que sobra um dinheirinho no mês e você pede conselho para alguém do que fazer com ele, 80% das pessoas vão responder: põe na poupança.

Deixar o dinheiro rendendo nesta aplicação traz segurança e tranquilidade para muitas pessoas, mas já está super bem definido que o seu rendimento  não tem sido suficiente nem para superar a inflação. Então, vamos te convencer, de uma vez por todas, que esse não é o momento para cogitar deixar o seu sacrificado dinheiro na poupança.

Leitura complementar

Investimento para iniciantes

Investimento para iniciantes

Ver mais

No ano passado, a rentabilidade da poupança foi de 8,15%, enquanto a inflação fechou em 10,67%. Isso quer dizer, literalmente, que as pessoas perderam dinheiro com essa aplicação.

Quando procuramos por um investimento, nosso objetivo é, pelo menos, proteger o dinheiro da desvalorização causada pela inflação – se conseguirmos ganhar um pouco sobre isso, melhor ainda. Isso significa que tentamos garantir que possamos comprar a mesma coisa que compramos hoje no ano que vem, sem precisarmos ter mais dinheiro para isso.

A poupança, teoricamente, deveria cumprir esse papel, mas a realidade hoje é outra e, na prática, você não consegue aumentar e nem ao menos manter o seu patrimônio. Não é à toa que, no primeiro semestre deste ano, a poupança sofreu a maior fuga de investimentos da sua história – motivados também pela crise e pela necessidade de as pessoas resgatarem seu dinheiro nestes tempos difíceis.

A inflação – como bem sabemos – corrói o nosso poder de compra e se não investirmos corretamente nosso patrimônio,  nos resta assistir, passivamente, ao nosso dinheiro perdendo valor ao longo do tempo.  

Hoje, com a Selic, a taxa básica de juros da economia, à 14,25% ao ano,  é possível conseguir ótimos rendimentos com aplicações de renda fixa, por exemplo. Então, se sobrou uma graninha e você não está segura para começar a investir, nós podemos te ajudar a escolher entre algumas opções existentes.

Pode parecer difícil, mas o importante mesmo é conhecer bem os detalhes das aplicações e entender quais os retornos reais para fazer o seu dinheiro crescer. Assim, você pode escolher a opção que mais se encaixa nas suas necessidades.

Convencida? Então mãos à obra!

Foto: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close