Aprenda a investir em debêntures

Aprenda a investir em debêntures

Você já deve ter ouvido falar sobre elas no noticiário econômico, mas você realmente conhece o significado das debêntures? Bom, se o Tesouro Direto lhe é familiar, entender o funcionamento das debêntures não será nenhum bicho de sete cabeças. Da mesma forma que no primeiro caso você empresta dinheiro ao governo para ter rendimentos com os juros, no caso das debêntures os títulos são emitidos para empresas privadas, que usam o dinheiro investido por você para aplicar em novos projetos. Sendo assim, você torna-se credora da companhia e recebe juros pelo empréstimo.

Caso você invista em fundos de renda fixa, é possível que já tenha aplicado em debêntures mesmo sem saber. Os administradores das carteiras eventualmente compram papeis deste tipo no mercado. Bom, se você está buscando uma nova opção para investir seu dinheiro, vale a pena entender um pouco mais sobre este tipo de aplicação e avaliar se está dentro do seu perfil.

Como ter acesso às debêntures?

O jeito mais fácil de investir em debêntures é através de bancos ou corretoras com experiência neste tipo de mercado. São elas que vão intermediar as operações de compra e venda, sendo que você tem as opções de comprar os títulos no momento em que são emitidos ou de investidores interessados em desfazer-se de seus papéis. A negociação de títulos já emitidos normalmente é feita pela Cetip ou BM&F Bovespa.

Quanto ao valor mínimo para o investimento, é preciso checar isso com a instituição que irá lhe auxiliar a comprar debêntures no mercado. As empresas tem liberdade para estipular o valor mínimo, então as opções disponíveis em mercado vão depender da quantia que você estará disposta a investir.

saiba como funcionam as debêntures

Quanto à distribuição dos juros, as datas também variam de acordo com cada empresa. Antes de efetivamente comprar o título, é preciso que você se informe se irá receber o retorno a cada mês, a cada semestre, anualmente ou na data de vencimento. É importante ainda comparar o rendimento que você terá com um determinado título com o custos que terá com o investimento, que são basicamente a taxa de custódia exigida pela instituição financeira por ter o controle do seu título e a taxa de negociação, cobrada para realizar as operações de compra e venda.

Se você desistir do investimento, é possível vender os papeis, mas saiba que existe um risco nessa negociação. As negociações são feitas todos os dias na Cetip e na Bovespa, como acontece com ações, mas a quantidade de operações de compra e venda ainda são tímidas porque este é um mercado pouco desenvolvido no Brasil. Sendo assim, você pode não encontrar um comprador de imediato ou pode receber somente ofertas ruins pelo preço que pagou nos títulos.

Como saber se a empresa é confiável?

No caso do Tesouro Direito, muita gente acaba buscando o investimento porque o risco é bem reduzido, afinal, a chance de levar um calote do governo é muito baixa. No caso dos títulos privados, é necessário mais cautela. Se você empresta dinheiro a uma empresa que passa por uma má fase financeira e não consegue pagar os compromissos em dia, o risco de calote é grande.

Sendo assim, vale reforçar o quanto é importante que você conheça bem a empresa antes de comprar debêntures. Além disso, é possível sempre acompanhar o desempenho das companhias que dispõem desses ativos no mercado através das agências de rating. Quanto maior a avaliação que elas receberem, menor o risco de um calote.

 

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close