Casais jovens devem pensar em aposentadoria?

Casais jovens devem pensar em aposentadoria?

Um casal jovem, que faz parte da geração Y (nascidos no período entre o início dos anos 80 e final dos anos 90), normalmente preocupa-se com muitas coisas na vida a dois: a viagem de fim de ano, onde passar o revéillon, os planos do fim de semana, o lugar onde vão morar depois do casamento, mas…um assunto muito importante raramente entra na pauta: os planos para a aposentadoria dos dois!

Não pensar na velhice quando estamos jovens parece ser automático, mas os casais não levam em conta que, com um bom planejamento agora, essa geração tem muito mais tempo e tranquilidade para pensar nas reservas financeiras para a aposentadoria.

Além disso, colocar esse assunto na mesa é importante até mesmo para chegar a um lugar comum quanto aos desejos do casal. De acordo com um estudo norte-americano, quatro a cada dez casais divergem sobre o estilo de vida que desejam quando se aposentarem.

O alerta para a geração Y

O mesmo estudo mostrou que uma parcela bem menos significativa das mulheres da geração Y se preocupam em tomar decisões financeiras junto com os parceiros quanto à aposentadoria, em relação às mulheres da geração X (nascidas entre meados dos anos 60 e final dos anos 70).

Os dados mostram que 45% das mulheres da geração Y tem essa preocupação em tomar decisões quanto ao futuro juntamente com o parceiro, enquanto esse percentual sobe para 58% quando as mulheres são da geração X.

O comportamento mais “relaxado” em relação ao futuro traduz-se também no fato de que 43% dos casais entrevistados disseram que apenas uma pessoa do casal sabia ao certo onde estavam guardados documentos importantes sobre as finanças da casa.

Pensar no amanhã é tão importante como viver o dia de hoje. Esse ímpeto de pensar nas coisas imediatas com muito mais prioridade do que no futuro pode atrapalhar na qualidade de vida que o casal terá quando estiver em idade mais avançada.

casais jovens devem pensar em aposentadoria

As dicas para mudar o jogo

Apesar dos dados deixaram um certo alerta, o estudo também traz algumas orientações para reverter esse jogo!

Conheça os investimentos do parceiro (a): Nós costumamos saber vários detalhes sobre a vida da pessoa que amamos: o prato favorito, a cor de roupa que mais gosta, a personalidade, etc. Então por que não conhecer bem a forma como o parceiro (a) investe o dinheiro? Quando os dois compartilham este tipo de informação, vocês tem mais segurança da situação financeira que encontram-se e podem avaliar juntos se estão investindo o dinheiro da melhor maneira.

Tenham um plano conjunto para juntar dinheiro: Pense no dado que citamos acima, sobre o percentual de mulheres que tomam decisões conjuntas com seus parceiros sobre aposentadoria. Por qual motivo o número de mulheres com essa consciência precisa manter-se menor em relação a mulheres da geração seguinte? Aproveite que o tempo está a seu favor, construa um plano conjunto com seu parceiro (a) e façam as reservas que vocês precisam com mais tempo e tranquilidade.

Conversem sobre os grandes investimentos: Em que vocês pretendem usar o dinheiro do casal? A compra de um imóvel? Economizar dinheiro para a chegada dos filhos? Vocês precisam conversar sobre as coisas que irão lhes trazer grandes despesas para que mantenham a estabilidade financeira.

 

E você, como encara a aposentadoria? Compartilhe conosco a sua experiência!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close