Casamento árabe

Casamento árabe

O casamento é um dos momentos mais importantes na vida de um casal. É uma etapa de festejo e união entre o homem e a mulher. A emoção e a alegria desse momento não deixa ninguém esquecer o grande dia. Esse momento é marcado por uma cerimônia no civil, na igreja – onde o casal jura amor e união eterna perante a sociedade governamental, social e religiosa e a festa.

Mas a cerimônia que nós brasileiros conhecemos é diferente das muitas outras espalhadas pelo mundo. Elas dependem muito da religião e da cultura a que pertencem os noivos e se diferem entre si, segundo crenças e religiões.

E falando em cerimônias diferentes, quem nunca teve a curiosidade de conhecer a cultura do vizinho?

Pensando nisso, o Armário Feminino convida você para conhecer um dos rituais mais ricos e originais do mundo, casamento árabe – bem diferente do tradicional casamento brasileiro. Além de ser uma forma de conhecer a cultura, é uma grande inspiração para quem procura fazer algo diferente no dia da sua comemoração, afinal, para a festa não existem regras, o que importa é ser feliz!

Casamento Árabe
A cultura árabe é uma das mais ricas e originais do mundo. Essa cultura une costumes e variações de várias outras para criar tradições únicas. As festas de casamento são caracterizadas com muitas cores, rituais simbólicos, danças envolventes e verdadeiros banquetes. O cortejo árabe é marcado pelas simbologias, e as festas costumam durar três dias – tendo, cada um, uma atividade específica.

Segundo o especialista em Islam, Wesley Nazeazeno a cerimônia do casamento árabe não seria tão diferente do que vemos por aqui. “Usualmente, é realizado em um altar. Os árabes muçulmanos, geralmente, casam-se na mesquita, sendo que o Imam ou o Xeique discursa para o casal, apresentando os deveres e responsabilidades de ambos os cônjuges durante o relacionamento marital”, explica Wesley. Ambos precisam afirmar audivelmente o desejo de se casar com o outro – tal como em nosso “sim”. Após o discurso e a confissão verbal do desejo de se unirem, duas testemunhas assinam um documento confirmando a união. O que difere totalmente a cerimônia de casamento árabe e o cristão, diz Wesley, é a duração. Entenda o que acontece em cada um dos dias na festa árabe:

Primeiro dia
O primeiro dia é reservado para a cerimônia oficial, quando acontece a troca de alianças e o contrato de casamento entre os noivos. “O noivo vai à casa da pretendida e pede ao pai, ou ao mais velho da casa autorização para casar-se com a desejada”. Havendo a autorização, a família comemora bebendo o sharbat, uma bebida de cor alegre feita de frutas ou pétalas de flores. Essa é primeira festa.

Segundo dia
O segundo dia é dedicado à noiva. A mulher é produzida para o casamento.

Além disso, são feitas as famosas tatuagens de hena nos pés e nas mãos, que simbolizam o amor e a alegria. De acordo com as tradições árabes, elas trazem fortuna e felicidade aos pares. “Na ocasião, apenas moças solteiras tatuam com hena as mãos e/ou pés da noiva para afastarem espíritos maus que possam atrapalhar o casamento. Também costumam derramar açúcar sobre a cabeça dos noivos, pedindo que Alá impeça que espíritos maus se aproximem do novo casal”, conta o especialista.

Terceiro dia
No terceiro e último dia, é realizada a festa de casamento. Na data, geralmente são convidadas muitas pessoas e a festa é marcada com muita comida. “O momento mais marcante da festa de casamento árabe é a chegada da noiva. Ela aparece sentada em um trono suspenso e os convidados jogam pétalas de rosa sobre ela”, conta o especialista.

No dia do casamento, há a troca de alianças. Frequentemente, cada convidado recebe cinco amêndoas, que representam os desejos para o casamento: saúde, felicidade, riqueza, fertilidade e longevidade. A cerimônia do casamento não é longa.

Vestimenta da noiva
Extremamente vaidosas, elas chegam a usar até sete vestidos diferentes durante toda a cerimônia do casamento, que ocorre durante os três dias. O vestido branco é obrigatório no terceiro dia da festa. Não há uma regra para as outras cores, mas há o costume de usar-se verde na festa da hena, que acontece no segundo dia.

Curiosidade
Você sabia que a tradição do uso das alianças veio do mundo árabe? Outra curiosidade é que o véu que as noivas usam só pode ser erguido após o noivo tomá-la como esposa.

Pós-casamento
Sete dias após o casamento, ocorre a Sabaa. É uma espécie de chá de cozinha. Apenas mulheres participam e dão presentes à recém-casada.

Gostou de saber mais sobre outras culturas? Que outra cultura você gostaria de conhecer? Fique atenta para as próximas matérias do Armário Feminino!

Fotos: muslimahfashionn.blogspot.com.br/casapetra.com.br/curiosaedesocupada.blogspot.com.br

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close