Closet da Mari: Bem vestida gastando pouco!

Closet da Mari: Bem vestida gastando pouco!

Tem um monte de blogs de look do dia na internet, mas tem um que é a cara do Finanças Femininas: o Closet da Mari. Com o slogan “quem disse que a moda precisa ser cara?”, o blog é a cara da dona, a Mari Flor, que como ela mesma diz, é super mão de vaca. Mas isso não é motivo para ela não se vestir bem – pelo contrário! Mari sempre posta looks super charmosos, mas com um diferencial bem gostoso: ali, é tudo acessível.

Mari Flor Closet da Mari

Mari Flor

“Comecei a montar o blog por causa das minhas amigas. Eu sempre dava dicas, achava peças nas lojas que ninguém conseguia achar. Elas que insistiram para eu começar a mostrar onde as peças ficavam, como eu comprava, que lojas eu ia…”, conta ela. Mari é super escolada (e descolada) e conta histórias como o dia em que foi a um casamento chiquérrimo com um vestido que comprou na Renner – e ninguém acreditou. O Finanças Femininas conversou com a Mari para aprender os segredos da moda boa e barata!

Experimente tudo!

Mari trabalha em uma grande varejista e gosta de fuçar as lojas e experimentar as roupas. Ela prova tudo: roupas, acessórios, bolsas… “Um dos meus maiores segredos para não comprar e não gastar demais é que eu experimento muito. As pessoas gastam muito porque elas não experimentam. Elas compram pelo desejo que sentem na hora, pagam, e depois aquilo fica parado no armário”, explica. A ideia é que quando você experimenta, não existe mais aquela paixão, você vê como a roupa cai no seu corpo – e aí sim pode ver se aquilo vale a pena. “Você acaba matando a vontade naquele momento”, conta. Então Mari recomenda que você prove tudo, da roupa até a pulseira. “Coloque o brinco na orelha, ponha a bolsa no ombro!”

Saiba quando comprar roupas de marca – e quando comprar barato

No universo da moda, são as grandes marcas que definem o que está na moda e o que todo mundo vai usar na próxima estação, como a Dior, Gucci, Louis Vuitton, Prada… Estas marcas fazem seus desfiles e logo as roupas estão nas vitrines. As demais lojas captam este espírito e traduzem a moda para peças mais usáveis – e baratas! Para decidir se vale a pena investir em uma peça mais cara ou se é melhor comprar a versão mais barata, você precisa ver o quanto vai usar aquilo.

“Ou é uma roupa que pode até ser cara, mas que você vai usar para o resto da sua vida, ou é uma roupa que é da moda e que tem que ser barata, porque daqui a pouco você vai cansar e doar ou vendê-la”, ensina Mari. “A roupa cara que vale comprar é aquela que é para sempre: é uma bolsa que você vai poder passar para a sua filha, um colar ou um brinco que você vai usar para o resto da vida”. Se a ideia for comprar uma peça de moda, por que então não comprar a versão barata, já que a tendência pode passar logo?

O pulo do gato: onde comprar

Perguntamos para a Mari quais são as suas lojas preferidas e ela passou a sua listinha! Para roupas e bijoux, ela adora as peças da Riachuelo, C&A e Renner. Para lingerie, a dica é comprar tudo na Marisa! Já sapatos, a Mari vai direto para a Shoestock e Jorge Alex. E ainda tem uma dica extra: Mari adora comprar bijuterias online! “Online é top para bijoux!”, ensina. Os preferidos dela? AmoMuito e a LivBelle.

“Por eu já ter trabalhado em varejistas, eu tenho noção do que eles gastam e onde não gastam – e você se surpreenderia de saber quanto eles gastam. Os nossos fornecedores das magazines nacionais são os mesmos da H&M, Zara, Forever21 e TopShop. A diferença é que vai ter um botão a mais ou o zíper vai ser preto, ao invés de dourado, que é mais caro. Mas é o mesmo cara!”, explica.

Outra ideia é olhar as marcas novas, que costumam ser lançadas cheias de personalidade e com preços mais acessíveis, como Trix Store, J.chermann e Pash. A Mari ama!

Fique de olho nas parcerias

Uma dica boa são os constantes lançamentos de parcerias das grandes varejistas com as marcas bacanas. Dois exemplos que a Mari ama foram as coleções da Mixed para a C&A e da Daslu para Riachuelo. São peças bacanas, com um super conceito de moda legal, traduzidas para versões mais acessíveis. “No dia do lançamento, parecia um bando de loucas! Abriu a loja e em um segundo já não tinha mais nada nas araras…”, conta.

O segredo na hora de decidir

Mari ensina o seu maior segredo na hora de decidir comprar algo ou não: “se você for ficar com peso na consciência no dia seguinte, não vale a pena comprar! Se na hora que passou o cartão, bateu a dúvida, não era pra comprar. Tem que ser aquela coisa: amei, vou usar muito”.

“A maior mensagem que eu quero passar é que no Brasil a gente ainda tem preços muito caros, as marcas são muito voltadas para a alta sociedade, e todo mundo – incluindo a alta sociedade, que também gosta de comprar coisa baratinha de moda – não tinha informação de onde comprar. A gente tem varejistas gigantes incríveis: C&A, Renner, Marisa, Pernambucanas, Riachuelo, Besni. Só que as pessoas não tem coragem de entrar e não sabem nem como começar a procurar o produto lá dentro. Quero mostrar como achar, o que comprar, o que não comprar, o que é bom e o que não é!”.

Gostou? Tem alguma dica boa de comprar bem e barato? Conta pra gente!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close