Como conciliar a chegada do bebê com uma carreira acelerada?

Como conciliar a chegada do bebê com uma carreira acelerada?

*Love Mondays

Ser mãe é um divisor de águas em nossas vidas, porém após a chegada do bebê e os primeiros meses juntinhos é hora da volta ao trabalho. Nesse momento as perguntas sobre a nova rotina da mãe e do bebê, além da readaptação ao ambiente de trabalho, são inúmeras.

Hoje, seguir crescendo no trabalho sem negligenciar o bebê é possível, mas é preciso se preparar durante a licença maternidade. No primeiro momento, é comum a mãe ficar mais próxima à criança, enquanto o pai tem a função de ajudar na adaptação de todos a este novo cenário. Com o retorno da mãe ao trabalho as coisas mudam de figura.

Você também pode gostar:
10 passos para viver a maternidade sem culpa
Documentário discute o equilíbrio entre maternidade e carreira
Mães solteiras: O Dia dos Pais também é delas!

No momento que a mãe volta, parcialmente, à rotina anterior pode existir um questionamento se o bebê sentiu sua falta, se outras pessoas foram capazes de fazer o que ela faz e, nessa hora, surgem uma série de inseguranças. A dica para este momento é, mesmo durante a licença, conversar com os colegas de trabalho para se inteirar do que está ocorrendo. Porém sem se sentir culpada por estar fora, ter um filho é um marco muito especial na vida de qualquer pessoa, e  o momento da licença maternidade deve ser aproveitado ao máximo sem preocupar-se demais com a empresa. Outra opção é almoçar com o pessoal do trabalho uma vez por mês, por exemplo. Isso ajuda a não se distanciar tanto.

licenca-maternidade

Continue a ler a matéria na próxima página!

Um retorno tranquilo ao trabalho e o prosseguimento de uma carreira de sucesso só estarão completos se o filho estiver bem. Por isso, é importante decidir com antecedência quem será o cuidador do bebê, em qual creche ele vai ficar, etc. Fazer experiências antes é fundamental para não haver imprevistos na hora de ir trabalhar. O processo costuma ser doloroso, mas deve ser encarado de forma segura e confiante pelos pais, que devem demonstrar esses sentimentos ao filho.

Quando estiverem na empresa, os pais devem tentar se dedicar ao máximo a essa atividade. Ligar para a babá ou para a creche de 15 em 15 minutos pode prejudicar a qualidade do trabalho. No caso de reuniões ou apresentações na escola, um bom profissional fala com antecedência com seu gestor e negocia horários. É importante que os pais estejam presente na maioria dos eventos de seus filhos.

Quando se tem um filho, diversos aspectos melhoram. Aprende-se sobre trabalhar em equipe, interagir, lidar com o tempo, entre muitas outras coisas. Uma pessoa que está comprometida com seu trabalho e quer dar um exemplo para seu filho certamente será um profissional muito melhor. Você precisa enxergar a criança como um motivador para avançar na carreira.

Gostou do nosso conteúdo? Assine nossa newsletter e receba muito mais!

Fotos: Shutterstock

Este conteúdo foi útil para você?

Love Mondays

Love Mondays

<3 Trabalho

close