Como conduzir a separação com os filhos?

Como conduzir a separação com os filhos?

Quando o casal opta por se separar, o impacto emocional já é grande para os adultos, imagina então para as crianças? Mais do que cuidar das questões práticas, como organização do orçamento e pensão, é preciso pensar também em como conduzir este momento com as crianças. Confiram as orientações das meninas do iSeparei

Quando o casal já não tem uma boa relação, surgem muitas dúvidas do que fazer. Manter a união pelo bem dos filhos ou separar para o bem de todos? Como agir para evitar maiores consequências emocionais?

É importante saber que já há um consenso, permanecer casados para poupar os filhos da separação não é uma garantia de felicidade. Filhos de pais separados são mais felizes do que filhos de casais que vivem num ambiente hostil e sem amor.  Não é a separação que faz os filhos sofrerem e sim a forma como ela é conduzida.

Seguem algumas dicas:

1-     Reunir a família e comunicar juntos carinhosamente e calmamente a decisão da separação. Frisar que a separação é do marido e mulher e não do pai e da mãe;

2-     Dizer o quanto os ama e que a e decisão foi tomada exclusivamente por incompatibilidades entre eles;

3-     Não modificar a rotina dos filhos;

4-     Compreender que esse momento é delicado para todos e que provavelmente eles precisarão de mais atenção e carinho;

5-     Lembrar que as crianças não tem culpa do que aconteceu, não os puna se mãe arranjou um namorado ou se o pai não paga a pensão;

6-     As visitas são sagradas, não deixe de buscá-los ou visitá-los nos dias combinados, eles estarão esperando ansiosamente;

filhos-separacao

Continue a ler a matéria na próxima página!

7-     Procurar manter um diálogo respeitoso com o ex, especialmente nos assuntos de interesse dos filhos. Não mande recado, simplesmente ligue ou envie uma mensagem;

8-     Nunca fale mal um do outro na frente ou diretamente aos filhos mesmo que você esteja muito magoada;

9-     Estejam sempre presentes e, se possível, juntos nos momentos importantes para os filhos;

10-  A guarda compartilhada é uma boa opção se houver um bom relacionamento entre os pais. É saudável para o filho ter o pai e mãe presentes no seu dia a dia;

11-  As decisões relativas a educação, saúde e bem-estar dos filhos é de interesse de ambos, portanto, devem ser tomadas em conjunto;

12-  Faça uma separação amigável e não deixe que os conflitos do casal prejudiquem o relacionamento com os filhos;

13-   Preserve uma boa relação e convivência entre todos.

 

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com o Iseparei.

Fotos: Shutterstock

 

A empresária Thais Mucher e a advogada Dra Eugênia Zarenczanski conversam diretamente com mulheres que estão passando pelo fim de um relacionamento. Além de dicas e reflexões que dão apoio emocional e conforto psicológico, trazem também conselhos legais para auxiliar de forma prática.

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

iseparei

iseparei

Vida que segue

close