Como conscientizar adolescentes da importância de cuidarem bem do dinheiro

Como conscientizar adolescentes da importância de cuidarem bem do dinheiro

A adolescência é um período intenso e de muitas descobertas. Nessa fase, ter consciência da importância de cuidar bem do dinheiro é necessário para construir um bom futuro. O quanto antes os adolescentes entenderem que é preciso ter essa responsabilidade, mais preparados estarão para conquistar a independência financeira rapidamente e ter uma boa qualidade de vida.

Mas como você pode ajudar a conscientizá-los? “Compartilhando experiências que teve com o dinheiro e servindo de exemplo”, afirma João Mantoan, professor de Economia da IBE-FGV e diretor do Economies Consultoria Empresarial.

Você também pode gostar:
8 lições sobre dinheiro para ensinar à sua filha
Como controlar os pedidos das crianças em época de crise
7 erros com dinheiro que cometemos aos 20 anos

A mesada é uma boa ferramenta para que o adolescente aprenda a lidar com as próprias finanças. “Se tiverem condições, o ideal é os pais darem mesada. Ela ajuda os filhos a se relacionarem com dinheiro com responsabilidade”, diz Mantoan.

Segundo ele, o objetivo é orientá-los a serem cuidadosos com o dinheiro, deixando claro que devem gastar de acordo com a própria realidade e necessidade. O ideal é supervisionar os gastos para entender se eles estão adaptando as despesas de acordo com o que recebem – para que não façam compras por impulso.

“Quando os adolescentes compreendem a importância de cuidar bem do dinheiro, desenvolvem uma relação de responsabilidade com as finanças e poderão ter situações confortáveis, favoráveis e um pouco mais tranquilas na vida. A possibilidade de realizarem sonhos é muito maior”, explica Mantoan. De acordo com ele, é possível dar o exemplo mostrando que economizando nós conseguimos conquistar nossos objetivos.

conscientizar-adolescentes-importância-dinheiro

Incentivá-los a pensarem em seus sonhos e projetos é uma ótima forma de ensiná-los a serem responsáveis com dinheiro. “O que nos move são nossos sonhos, mas eles devem ser tirados do papel e transformados em projetos. Para isso, é preciso se planejar em relação a estudos, trabalho e economia. Estabelecer prazos para realizá-los ajuda no planejamento”, diz o professor.

Toda a dedicação que você tiver para ajudar os adolescentes da família a se tornarem responsáveis com dinheiro vale a pena. Se eles não tiverem essa consciência, podem comprometer a independência financeira e o próprio futuro. “Sem independência, acabam comprometendo o orçamento doméstico”, alerta Mantoan.

Pela necessidade de se sentirem aceitos, alguns podem gastar mais do que devem para se exibir. E nesse caso, como ajudar? “Mostre que temos que consumir o que realmente é necessário e que está dentro de nossas possibilidades. Explique que eles talvez tenham uma situação financeira diferente da que possuem outros amigos”, recomenda. O mais importante é deixar claro para eles que não há problema algum em ter uma condição financeira diferente de outros amigos e, principalmente, que eles não precisam de se afirmar através de dinheiro.

Deixe claro que eles devem ser autênticos e reconhecer as verdadeiras amizades. Um bom amigo não vai se importar se eles têm ou não um tênis caro ou roupas de grife. Nesse caso, seu auxílio irá além da questão financeira. Se colaborar para que os adolescentes conheçam melhor o próprio valor, isso fará com que se sintam mais confiantes e capazes de atingir os próprios objetivos.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close