Como construir sua marca pessoal

Como construir sua marca pessoal

*Este texto foi originalmente publicado no Jogo de Damas.

Todo mundo geralmente concorda que vender um produto com uma marca forte é mais fácil do que oferecer produtos de empresas pouco conhecidas. O mesmo pode ser dito sobre as pessoas. Representantes comerciais, vendedores, personal trainers, advogados, chefs, freelancers designers, entre outros se forem bem conhecidos no mercado em que atuam, com uma reputação forte e com uma rede de referência são uma força de vendas por si só. Por quê? Eles têm uma marca.

Criar uma marca pessoal é uma tarefa árdua e que exige muita criatividade, conhecimento e paciência. O projeto demanda tempo e nem sempre o resultado é aquilo que imaginamos no início, pois precisamos escolher o que é melhor para atrair os nossos clientes, sem nos prendermos somente aos nossos gostos pessoais.

Diante disso, é importante criar e gerenciar uma marca pessoal para estabelecer valores para seus clientes, assim como fazem as empresas. Com o avanço da tecnologia e dos meios de comunicação, ficou ainda mais fácil para esses profissionais divulgarem seus trabalhos e estabelecerem contato com clientes e até outros profissionais.

Confira seis dicas para criar uma marca pessoal de sucesso

– Tenha bem definido como você quer ser visto pelo mercado – defina o quanto antes o seu posicionamento e seu público alvo.

– Trabalhe nas suas redes sociais com inteligência e personalidade, para que o beneficiem em vez de o prejudicar. Evite fotos constrangedoras e demonstrações exacerbadas de afeto ou desafeição na internet.

– Descubra os seus pontos fortes e aprenda a vender-se a si próprio da melhor forma. Sabendo suas qualidades (e os seus defeitos) fica muito mais fácil de vendê-los para os outros.

– Invista na criação de uma identidade visual personalizada com o seu nome (se ele for único, caso contrário crie um nome para a sua marca pessoal), bem como um site pessoal e um bom cartão de visitas – todos seguindo a mesma linha visual.

– Crie um blog ou uma fanpage no facebook para expor as suas ideias à quem se interessar por elas. Crie materiais originais e frequentes para essas redes.

– Seja autêntico e tente se diferenciar o máximo possível dos seus concorrentes – você até pode conferir o que esta sendo feito na sua área, mas não os use para inspiração. Crie seu próprio jeito e não imite o dos outros.

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close