Como decorar sua casa à prova de pets sem gastar muito

Como decorar sua casa à prova de pets sem gastar muito

*Angela Renoldi

Hoje vamos abordar um tema que une as minhas duas paixões: decoração e animais! Você quer ter uma casa linda, economizou meses para comprar o tapete dos sonhos, gosta de ter tudo em ordem, mas tem uma fofurinha dividindo esse espaço com você!

Antes de mais nada, saiba que por mais domesticado que o seu pet seja, os instintos estão lá e nem sempre podem ser controlados. Além disso, tem o componente estresse. Animais estressados podem fazer xixi no tapete, morder os seus móveis, comer eletrônicos…

Você também pode gostar:
5 dicas de styling para decorar a casa sem gastar muito
Dicas de decoração para quem vai dizer sim no outono
Como acabar com a bagunça em casa

Enfim, comecemos pelos instintos. O que podemos fazer para que eles não interfiram negativamente na decoração? O primeiro passo é a escolha dos revestimentos. Para sofá e poltronas prefira o couro, couríssimo e sarja. A sarja pode ser utilizada em capas, pois o tecido pode ser colocado na máquina de lavar de casa mesmo. O chenille é um tecido bem resistente, mas os gatos amam afiar as unhas em sua textura, tenha isso em mente!

Além disso, não custa passar um produto impermeabilizante, desses caseiros mesmo, de supermercado. Eles não repelem totalmente os líquidos, mas se escapar um xixi, ou vômito você ganha um tempinho extra para limpar.

Para tapetes e carpetes, não gosto de regras rígidas e muito menos de ditá-las, mas aconselho a evitarem ao máximo o uso de carpetes. Hoje em dia, temos muitas opções de pisos fáceis de limpar por preços acessíveis. Um ótimo exemplo é o piso vinílico, que desde que saiu das academias e invadiu a decoração tem surpreendido com a gama de cores e padrões. O laminado também é bem acessível e absorve menos a água do que a madeira.

decoracao_casa

Continue a ler a matéria na próxima página!

Com os tapetes temos um problema maior, pois eles amarram a decoração de forma muito eficiente. Por isso,  a dica que dou é com relação ao material. Se for comprar, evite os de algodão e outras fibras naturais – quanto mais sintético for o tapete, mais fácil de limpar. Se já tiver um, vale impermeabilizá-lo e, mesmo assim, limpar assim que sujar.

Lembre-se também que o xixi do gato é muito mais fedido do que o do cachorro. Gatos usam muito bem a caixa de areia, mas conheço alguns com a personalidade tão forte que mandam recados para os donos através do xixi fora do lugar… Por isso, muito cuidado com revestimentos naturais que absorvem facilmente os líquidos.

Animais gostam de ter algo para se aconchegarem na hora do descanso, principalmente os cachorros. Assim sendo, tenha vários cobertores para que eles possam carregar pela casa. Se eles se acostumarem desde cedo, levarão os cobertores para cima do tapete, protegendo-o. Como os produtos de pet shops são caríssimos, você pode comprar  essas cobertinhas em hipermercados ou lojas de fábrica de cobertores mesmo. São mais baratos, maiores e tem padrões mais neutros que podem conversar com a sua sala. Todo ano, perto do inverno, o Walmart vende mantas de fleece em tamanho de solteiro por um preço ótimo. No ano passado, comprei uma por R$ 20,00! Uma manta do mesmo material e metade do tamanho, no pet shop, não sai por menos de R$ 50,00.

Continue a ler a matéria na próxima página!

Se você tem gatos, o mais importante é ter arranhadores. Não existe outra maneira de evitar braços de sofá rasgados e cortinas desfiadas. Acostume-o desde cedo – de preferência desde o primeiro dia em casa – e tenha mais de um arranhador, para poder  trocá-lo quando ficar gasto. Em pet shops existem várias opções e, neste caso, aconselho você a investir um pouco e comprar o mais neutro e eficiente possível. Afiar as unhas é uma necessidade fisiológica dos gatos e com um bom produto você garante que ele não estrague seus móveis. Sendo neutro, você pode deixá-lo na sala sem que ela fique com cara de day care de animais.

Para combater o estresse, tenha vários brinquedos e faça rodízio entre eles, assim o animalzinho não se cansa do mesmo estímulo. Outra dica importante: mantenha controles remotos, carregador de celular e telefones sem fio fora do alcance dos cães! Parece bobagem, mas uma casa com controles roídos e fios partidos transmite a sensação de desleixo.

Se ainda está pensando em ter um animal de estimação, saiba primeiro que eles mudam a vida da gente pra melhor, é muito amor! Depois pesquise bastante e opte por um pet que se adapte a você, à sua casa e ao seu estilo de vida. Converse com o criador para saber qual a característica da pelagem, por exemplo. Se a queda de pelos for o fator determinante na sua decisão, certifique-se que está fazendo a melhor escolha para que você não se estresse no futuro. Não compre por impulso e nem porque tal raça está na moda. Tampouco adote apenas porque é politicamente correto. Esse serzinho será seu dependente absoluto e é seu dever proporcionar um ambiente saudável para ele. Pesquise e evite frustrações para ambas as partes.

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e acompanhe a nossa newsletter!

Fotos: Shutterstock

*Angela Renoldi é designer de interior, apaixonada por styling e responsável pelo acrstudio. Chega ao Finanças Femininas para dar dicas e auxiliar as mulheres a trazerem personalidade para suas casas sem gastar muito dinheiro. Instagram: @acrstudio_stylingdeinteriores

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Angela Renoldi

Angela Renoldi

Em casa

close