Como juntar dinheiro para as férias de julho

Como juntar dinheiro para as férias de julho

Estamos em meados de maio e em cerca de dois meses as crianças estarão em casa, curtindo férias escolares. Para muitas famílias, este é um período estratégico para tirar pelo menos parte das férias, visando uma viagem com os pequenos, mesmo que seja por um período mais curto. A questão é que muitas vezes falta o planejamento necessário para realizar a viagem e os resultados não são muito positivos: a família fica em casa ou viaja sem organização financeira e sente os impactos posteriormente, com uma fatura de cartão de crédito com valores absurdos.

Para evitar que você se enquadre em um destes cenários, conversamos com o professor de economia e empreendedorismo da IBE-FGV, Paulo Ferreira Barbosa, para indicar alguns passos para organizar-se financeiramente e fazer uma viagem nas férias de julho.

Você também pode gostar:
4 passos para planejar uma lua de mel linda e barata
3 dicas para uma viagem econômica em julho
Planeje sua viagem com o aumento do IOF!

Organização do orçamento

Se você precisa juntar dinheiro para um passeio em breve, será preciso fazer um corte significativo nas despesas de imediato. Para conhecer o quanto você gasta com as pequenas despesas do dia a dia, o professor dá um exemplo perigoso. “Se todo mundo usasse o cartão de crédito para pagar absolutamente tudo nas despesas cotidianas, ao final do mês, com a chegada da fatura, seria aquele susto enorme ao ver o quanto em dinheiro foi gasto sem perceber”, comenta.

Em vez disso, existe uma alternativa que não oferece risco para seu bolso e pode te permitir um mapeamento preciso dos gastos: organizar uma planilha com o detalhamento de absolutamente tudo que você está gastando, inclusive o cafezinho com dinheiro trocado. “A gente vai gastando sem ver, é o cafezinho todo dia, estacionamento de carro, etc. Ao fim do mês, isso ai já levou uns R$ 400”, comenta. Com este detalhamento minucioso, fica mais fácil perceber a economia que você pode fazer cortando alguns hábitos da rotina.

Estimativa de gastos

Já com o raio-x do seu orçamento em mãos, é hora de estimar quanto você vai precisar para fazer a viagem. Pesquise e coloque na ponta do lápis o quanto você deverá gastar com hospedagem, passagens, aluguel de carro, alimentação, passeios, etc. Se o valor estiver muito distante daquilo que você estima que pode economizar, é hora de cortar custos no seu planejamento. “Pesquise opções mais baratas de hotel, carros mais simples para alugar, enfim, veja o que é possível cortar para deixar o passeio mais em conta”, recomenda.

viagem-ferias

Compre moeda antecipadamente

Se a viagem for para fora do país, independente de qual for o destino, a dica do economista é já comprar a moeda estrangeira o quanto antes. “Ainda que a pessoa não tenha todo o montante que precisa, é melhor ir comprando aos poucos do que deixar para comprar tudo nas proximidades da viagem”, alerta. A dica torna-se ainda mais valiosa em tempos de dólar alto. A estratégia de comprar a moeda aos poucos visa justamente aproveitar os dias de cotação mais baixa, para que o valor total médio seja menor do que comprar tudo de uma vez em dia de cotação elevada.

Reserve tudo que puder antecipadamente

Hospedagem, passagens, aluguel de carro – se isso for necessário – faça todas essas reservas com maior antecedência possível para conseguir preços melhores. Para os casos de viajar para fora do país, o professor de economia recomenda ainda que a pessoa se programe para pagar tudo que puder ainda no Brasil.

“Mesmo que ela não tenha o montante para pagar integralmente e precise parcelar, é melhor que faça isso aqui, priorizando diluir essas parcelas de forma que consiga pagar aos poucos. O problema de viajar e deixar para pagar tudo depois é que os prazos de lá são diferentes e a pessoa corre o risco de receber uma fatura de cartão de crédito com um valor absurdo, com todas as cobranças de uma vez só. Ai o endividamento é certeza”, alerta.

Corte nos supérfluos

Se o objetivo é conseguir fazer uma viagem bacana, mas você ainda não tem todos os recursos financeiros, será preciso fazer alguns sacrifícios em prol da tão sonhada viagem. Durante estes dois meses, faça cortes radicais na rotina para que você consiga juntar dinheiro. O especialista indica algumas mudanças que podem ajudar:

– Evite ir ao shopping;
– Não compre nada que seja dispensável neste momento;
– Corte as refeições fora de casa;
– Encontre opções de entretenimento gratuitas;
– Reduza o uso do automóvel para economizar combustível.

Aproveite promoções

Por fim, fique atenta a passagens promocionais, pacotes de hotel em promoção e aproveite para usar os benefícios oferecidos pelo seu cartão de crédito, como o programa de milhagem.

Crédito das fotos: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close