Como lidar com entrevistas de emprego que não parecem fazer sentido

Como lidar com entrevistas de emprego que não parecem fazer sentido

Foi-se o tempo em que preparar-se para uma entrevista de emprego significava ter em mente algumas perguntas-chave, como diferenciais em equipe, hobbys preferidos e os motivos pelos quais a candidata tem interesse em integrar a equipe. Em muitos casos, a entrevista padrão – com perguntas engessadas – acaba tendo um reflexo parecido entre muitas pessoas que concorrem à vaga: respostas automáticas, quase decoradas.

Para evitar essa situação e buscar uma análise mais aprofundada dos candidatos, muitas empresas apostam em dinâmicas e processos seletivos pouco convencionais. Atividades e perguntas que inicialmente podem não fazer sentido para quem está se aplicando para a vaga, são cruciais para que os recrutadores avaliem diversas capacidades, tais como habilidade de comunicação em situações constrangedoras, transparência, capacidade de trabalhar bem em equipe, entre outras.

Você também pode gostar:
SOS: Perdi o emprego
O que você deve perguntar na entrevista de emprego
As 25 perguntas mais estranhas em entrevistas de emprego

Como todo mundo bem sabe, a maré não está para peixe este ano e muitas empresas estão fazendo cortes bruscos em seus quadros de funcionários. As contratações, no entanto, têm sido mais pontuais e bem estratégicas. Sendo assim, é importante entender um pouco mais sobre os processos seletivos fora do convencional. Para isso, conversamos com a professora do IBE-FGV, especialista em RH, Maria Rita Ritz. Ainda que você não possa antecipar o que pode esperar em um processo seletivo, a preparação para lidar com o inesperado é fundamental.

Seriedade do processo seletivo

Antes de mais nada, a especialista avalia que processos seletivos não-convencionais devem ser muito bem conduzidos pela empresa, por pessoas especializadas nisso, tendo em vista que uma dinâmica mal conduzida pode causar um impacto muito negativo para a empresa. “Há alguns anos tivemos um caso que ficou famoso, uma empresa que teve o processo seletivo completamente comprometido e manchou a própria imagem porque jogava tomates nos candidatos durante a dinâmica”, comenta.

Sendo assim, a primeira orientação da professora é ser honesta durante a seleção e manifestar, de modo educado, a insatisfação com alguma situação da dinâmica que pareça constrangedora. “Muitas vezes a avaliação está sendo feita neste momento, os recrutadores estão interessados em saber como a candidata se posiciona em uma situação adversa, como o constrangimento. Se ela manifesta de um modo gentil que não está confortável com o que o está acontecendo, isso pode contar pontos a favor, os entrevistadores vão entender que ela sabe se posicionar em uma situação crítica”, explica.

entrevista-dinamica

Exemplo prático

Muita gente deve se lembrar de um processo seletivo feito pela Heineken, no qual a companhia selecionava as pessoas para um estágio. Os candidatos se preparavam para um processo seletivo convencional, mas situações inusitadas foram propositalmente colocadas para testar as reações dos candidatos, como um alarme de incêndio, um suposto ataque cardíaco por parte do entrevistador e o candidato ser levado até a sala de entrevistas de mãos dadas com alguém. O propósito da empresa era descobrir as capacidades de cada um em lidar com situações de desconforto, capacidade de ajudar o outro, espírito de equipe, entre outras.

Naturalidade

Tal como a Heineken, situações inusitadas podem acontecer durante uma entrevista fora do convencional. O conselho da especialista é procurar manter a calma e a espontaneidade. Bem como foi exemplificado no começo do texto, os entrevistadores estão buscando verdade nos candidatos.

“Não adianta a pessoa mentir e achar que vai conseguir enganar um recrutador. Essas pessoas são treinadas para perceber quando você está mentindo. Se você diz que gosta de leitura, mas na verdade seu hobby são games, com três perguntas o recrutador já consegue perceber se você mentiu, ele faz outras perguntas para descobrir se você não vai cair em contradição. Sendo verdadeira, você consegue mostrar mais de si mesma e exatamente isso que a empresa quer”, avalia.

Se for feita alguma pergunta complexa, para a qual você não tem uma resposta de imediato, vale interpelar o recrutador e pedir um instante para refletir. Segundo a especialista, isso demonstra bom senso e capacidade de ponderar devidamente diante de situações complexas no ambiente de trabalho. Uma resposta impulsiva pode ser justamente o que o recrutador não quer de você.

Pesquisa

Ainda que você não possa ter plena certeza do que lhe aguarda em um processo seletivo, procure se informar o máximo possível sobre a empresa para a qual está se candidatando. Busque históricos de cases, muitas vezes é possível saber sobre processos seletivos já feitos pela empresa que você tem interesse em ser contratada.

Crédito das fotos: ShutterStock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close