Como o ciúmes pode render um bom negócio online

Como o ciúmes pode render um bom negócio online

Quando o namoro não vai bem, dá aquela vontade de alfinetar o amado. Não existe forma melhor do que fazer isso do que mostrar que tem alguém concorrendo com ele. Foi pensando nisso que Flávio Estevam criou o site Namoro Fake. Afinal, quem nunca teve vontade de deixar o outro morrendo de ciúmes?

O lançamento do site foi em janeiro de 2013 e cresceu bastante desde então. Seus clientes buscam pacotes para serem chavecados no Facebook. Para organizar a coisa, ele dividiu por pacotes, pelo tipo de “relacionamento virtual” que você busca: Ficante, Ex-namorado, Namorado,  Namorado virtual e Namorado top. (Ou seja: quanto ciúmes quer causar). O que diferencia os pacotes são o número de comentários feitos por dia pelo seu suposto pretendente e o preço pago pelo serviço. A duração pode ser de 3 a 30 dias, com um número de postagens de comentários por dia na sua timeline. Tudo depende da escolha da cliente e do seu objetivo.

Para garantir o sucesso, todos os perfis fos paqueras são verdadeiros e o cliente que escolhe por quem quer ser chavecado. O negócio ajuda todo mundo, porque o cliente consegue o que quer, o fundador lucra e a pessoa que empresta seu perfil e faz os comentários também ganha um dinheirinho.

Por mais engraçado que isso seja, muitas pessoas buscam status na rede social. Para isso, estão dispostas a tudo. Postam fotos de si sempre nos seus melhores momentos e querem sempre ter muitos comentários em todas as suas postagens. Não é a toa que o negócio do Flávio deu tão certo e atrai cada vez mais interessados nos serviços.

Batemos um papo com o fundador e pegamos algumas dicas para as empreendedoras que querem lucrar na internet. Confira:

De onde surgiu a ideia de montar o NamoroFake?
Ao observar o perfil de um amigo no Facebook, percebi que ele queria causar ciúmes na ex-namorada. Para conseguir postava comentários fictícios sobre um caso com outra mulher no seu perfil. Só que ninguém acreditou nos comentários. Então, tive a ideia de pedir para uma amiga se passar pela nova ficante. O negócio era fazer apenas um comentário para confirmar. Deu certo! Meu amigo reatou o namoro com a ex. Neste momento deu um start! Em cinco dias, criei o modelo de negócio e fiz a primeira versão do NamoroFake. Depois de 7 dias deu a maior repercussão e consegui acesso de 120 mil pessoas e a fila de espera ficou em 5 mil clientes.

Quais foram os principais gastos para a criação?
Eu já criava sites há 5 anos, por conta própria. No início só tive gasto de R$ 30 para registrar o domínio. Claro, agora tive que melhorar algumas coisas, inclusive o sistema de segurança, que custou mais de R$ 40 mil. O benefício da internet é que nem sempre precisa investir muito dinheiro para começar um negócio.

Como administra o seu dinheiro?
Ao contrário do que muitos pensam, em um negócio próprio os donos não podem retirar praticamente nada de dinheiro nos primeiros meses. O mais importante é que o negócio fique sustentável e com dinheiro em caixa. Tenho um sócio que trabalha comigo.

Pretende fazer o NamoroFake crescer mais?
Lançamos o Namoro Fake nos Estados Unidos e vamos iniciar as atividades na China e Hong Kong, que tem a maior rede social – RENREN. Tenho um plano de até 2014 desenvolver o site em mais seis países. Atualmente também lancei outro site mais polêmico, chamado Fidelidade de Face. É como se fosse um teste de fidelidade no Facebook. Vai dar o que falar…

Gostou da ideia do Flavio? Veja o vídeo em que explica melhor:

#FicaDica do Flavio para mulheres empreendedoras:
– Crie serviços que as pessoas precisam e ainda não sabem disso. Como disse Steve Jobs, “as pessoas não sabem o que querem até mostrarmos a elas”!
– Não perca tempo planejando, saia perguntando, veja as oportunidades e arrisque.
– Gaste tempo testando sua ideia sem gastar nada. A melhor opção: pergunte no Facebook para seu cliente potencial.
– Depois de validada a ideia, aí é que vem a hora de investir e ganhar dinheiro.

Tem alguma sugestão de matéria? Escreva pra gente nos comentários.

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close