Como realizar sonho da casa própria com salário de R$ 4 mil

Como realizar sonho da casa própria com salário de R$ 4 mil

Quando o assunto é patrimônio, qual é o seu grande sonho? Se a resposta for a compra do próprio imóvel, você com certeza não está só. Este é um sonho compartilhado por muitos brasileiros, mas muita gente tem dificuldade de visualizar como seria possível transformar a meta em realidade. Afinal, quanto preciso para dar entrada em um apartamento? Quanto deveria economizar a cada mês? Quais os investimentos deveria considerar para guardar minhas economias?

Para ajudar a encontrar soluções a tais perguntas, conversamos com o professor da IBE-FGV, Marcos Fontes, especialista em finanças e imóveis. Como bem sabemos, as condições de financiamento são melhores quando comprovado que trata-se do primeiro imóvel e que ele será usado como a própria moradia da compradora, relembra o especialista.

Você também pode gostar: 
É um bom momento para comprar um apartamento?
Financiar um imóvel fica mais caro a partir desta semana
Financiar imóvel na planta sai mais barato?

Para tornar mais prática a visualização do quanto é preciso economizar para comprar um apartamento, vamos inicialmente partir de uma simulação para um imóvel avaliado em R$ 180 mil e a compradora com um salário de R$ 4 mil. Os valores foram simulados no site da Caixa, oferece condições de financiamento melhores.

Valor do imóvelR$ 180 mil
Prazo máximo360 meses
Cota máxima de financiamento80%
Valor máximo de financiamentoR$ 144 mil
Taxa de juros efetivos6,86% ao ano
Prestação totalR$ 969,25

Levando em consideração essas condições, segundo o especialista o ideal seria ter pelo menos 20% do valor do imóvel (R$ 36 mil) para dar como entrada. Os recursos podem vir das economias da compradora, aliado ao FGTS. Mas e o no caso de quem não dispõe deste recurso? “A primeira dica é ter disciplina para reservar pelo menos 30% do salário para a poupança inicial. Com essa disciplina, com pouco mais de dois anos anos é possível ter o valor de entrada”, avalia.

Além disso, o especialista recomenda que o financiamento seja feito em sistema de amortização, ou seja, que tenha prestações decrescentes ao longo do tempo. Desta forma, fica mais fácil ajustar o valor do financiamento no orçamento.

apartamento-novo

Investimentos

Para reservar o dinheiro que será usado para dar como entrada, uma estratégia indicada é escolher um investimento de baixo risco e com bom retorno. Para este caso, o professor recomenda o Tesouro Direto  – que oferece opções de títulos pré-fixados que cobrem a inflação e ainda pagam uma taxa fixa, além de outros atrelados à taxa de juros do país – ou os Fundos de Investimento.

Para esta segunda opção, é preciso estar atenta à taxa de administração cobrada. Se ela estiver muito elevada, o retorno do fundo não compensa o investimento. O ideal é encontrar um fundo com taxa de administração que não passe de 1%. Acima de 2%, nem pensar! A regra é simples, quanto maior a taxa de administração, menor o seu retorno.

Aplicar bem o dinheiro que você está economizando é uma forma juntar o montante que você precisa com mais rapidez. Nada melhor do que a possibilidade de ter o próprio imóvel para lhe impulsionar a entender melhor o investimento que fará mais sentido para você.

Crédito das fotos: Shutterstock

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close