Como usar o seu 13º salário com sabedoria

Como usar o seu 13º salário com sabedoria

Além das comemorações, outra grande alegria chega junto com o final de ano: o 13º salário. Tendo em vista o peso das despesas com festas e presentes, uma renda extra é sempre bem-vinda, mas é importante controlar os impulsos e planejar-se antes de sair gastando. Pode ser que parte desse dinheiro seja destinado às compras, mas é fundamental que você considere a sua vida financeira como um todo para decidir.

“A decisão é entre consumir ou poupar. Se trata de uma questão bem reflexiva, sobre perceber onde está e qual trajetória está seguindo”, explica Jaques Cohen, planejador financeiro certificado CFP. Confira as dicas para escolher, com consciência, como usar o seu benefício.

Leitura complementar

e-Book do Finanças Femininas: “Cuide melhor do seu dinheiro”

e-Book do Finanças Femininas: “Cuide melhor do seu dinheiro”

Ver mais

1) Faça uma análise da sua vida financeira
É importante pensar que essa briga entre poupar e gastar não precisa ser decidida no tudo ou nada: você pode dividir parte do seu 13º salário entre diferentes finalidades. Para isso, o primeiro passo é fazer uma boa análise das suas finanças e do que você deseja conquistar no próximo ano. “A pessoa precisa considerar a sua situação financeira de um ponto de vista amplo e refletir se tem sido realista nas suas escolhas, pensando além do curto prazo. Também precisa considerar as suas particularidades, objetivos, sonhos e valores”, diz Cohen.

Você tem dívidas a pagar? Tem contas em atraso ou que estão sobrecarregando o orçamento? Como está a sua previsão de gastos para os próximos meses? Quais são as suas metas para o ano seguinte? Comece fazendo essas perguntas a você e elencando as suas prioridades.

2) Use (pelo menos parte dele) para quitar dívidas
Se você tem muitas contas a pagar ou com taxas de juros muito altas, separe pelo menos parte da sua renda extra para quitá-las e começar 2017 com a vida financeira mais tranquila. “Se a dívida for no crédito rotativo, cartão ou cheque especial, é melhor quitá-la, para não pagar as altíssimas taxas dessas modalidades”, explica planejador financeiro.

13_salario_interna

3) Considere as despesas de início de ano
Na hora de planejar as suas prioridades e decidir se usará parte do valor com compras, considere também os gastos extras que terá no início do ano, com IPTU, IPVA, uniforme e material escolar, por exemplo. Separar parte do seu 13º salário para essas despesas pode ser muito útil para não sobrecarregar o seu orçamento no início do ano.

4) Separe (pelo menos parte dele) para reforçar as reservas
Poupar para ter uma reserva de emergência ou realizar sonhos é fundamental. Por isso, se você já tem uma quantia separada para emergências, por que não guardar parte desse valor para realizar as suas metas para 2017? Agora, se você ainda não tem uma reserva, pode usar parte desse dinheiro para criá-la.

“O início de ano é um ótimo momento para se planejar, acho interessante usar o 13º para fortalecer esse momento e aumentar as possibilidades de realizar objetivos ao longo de 2017”, defende Cohen.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close