Dá para se separar de uma forma justa?

Dá para se separar de uma forma justa?

O casamento é o sonho que toda mulher pretende realizar em sua vida, mas é só no dia-a-dia percebemos como a convivência pode ser difícil. Tem casais que conseguem superar as dificuldades, mas para muitos simplesmente não dá. Conforme as diferenças e os problemas surgem, o essencial é tentar manter o respeito e a harmonia. Mas e se não dá certo ainda assim?

Se vocês decidiram fazer o divórcio, tem algumas questões importantes para tratar. Para que essa separação seja justa e sem brigas, você tem que se cuidar e entender das finanças do casal desde o começo do casamento. Com tudo organizado e claro para os dois, fica fácil fazer o divórcio e sem grandes brigas. Quer aprender? 

 

Antes
É importante que ao longo do namoro você perceba qual é o perfil financeiro do seu namorado. Ele gasta muito, economiza tudo ou é regrado? Assim fica fácil identificar quais serão seus possíveis problemas quando estiverem embaixo do mesmo teto.

Quando os noivos estiverem com a data marcada para realizar a cerimônia é necessário conversar. Se for preciso peça uma pizza e abram um vinho, como a nossa fundadora, Carolina Ruhman Sandler, indica no seu vídeo. Nesse bate-papo aproveitem para definir como será o regimento de bens do casal.

Existem três tipos de regimento:
Comunhão total de bens: Tudo que estiver no nome de ambos, depois do casamento – passado e futuros – será partilhado 50% para cada um.

Comunhão parcial de bens: Todos os bens adquiridos durante o casamento serão partilhados igualmente aos dois. Por isso, guarde todos os comprovantes de tudo adquirido nesse período.

Separação total de bens: Não há compartilhamento de nada. O bem conquistado antes e durante só pertencerá a pessoa titular daquilo. Para isso é necessário fazer um acordo pré-nupcial.

Para fazer um acordo feliz!
Não tem segredo e nem regra, para fazer este acordo precisa de conversa. Se não for possível fazer isso em apenas um encontro, marquem mais conversas. Seja sincera e peça que seu noivo faça a mesma coisa. Esse é o primeiro passo para uma relação amiga e sincera.

Durante
Ao longo do tempo que estiverem casados, guarde todos os comprovantes de compras de bens – objetos, móveis e automóveis. Se por acaso você acabar precisando disso, saberá o que mostrar para o advogado. Ter tudo organizado agiliza muito o processo e diminui a dor ao longo da espera.

Além de dar segurança para o divórcio, manter as notas fiscais de tudo dá segurança como consumidora. Tenha duas pastas – uma para o mês vigente e outra para arquivar as contas passadas. Conforme o avanço dos meses, substitua as contas de pastas. Não esqueça de nomear tudo e guardar em lugares que encontre depois. 

Depois
É a hora de recomeçar. Peça ajuda profissional para mediar a separação. Contrate um advogado de sua confiança e, se precisar, procure uma ajuda psicológica. Passar por esse baque não é fácil e as vezes precisamos de ajuda.

Bola pra frente e reorganize a sua vida financeira. Assim que entrar com pedido de divórcio, procure o banco que preferir e abra uma conta em seu nome. E volte a poupar, pagar e comprar, mas agora sozinha. Tenha muito cuidado do seu patrimônio e lute pelo que tem direito!

Você está passando por uma separação? Tem alguma dúvida? Conte para a gente nos comentários!

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close