Dicas para gastar menos com a ceia de Natal

Dicas para gastar menos com a ceia de Natal

O Natal está chegando e você deve estar quebrando a cabeça para definir o cardápio da ceia e uma forma de não sair no prejuízo com as compras! Já falamos sobre algumas maneiras de deixar a festa mais barata, mas desta vez vamos focar somente na ceia natalina. Muitas vezes as pessoas acabam preocupando-se mais com os presentes, por acreditarem que são as principais fontes de despesa nesta época do ano.

O problema é que a conta do supermercado pode ficar tão pesada quanto os presentes (ou até mais cara!), caso não seja feito um planejamento adequado. Se possível, reúna todas as pessoas que tiverem a presença confirmada  – é preciso ter certeza do número de pessoas para saber ao certo o que será preciso comprar – e elabore um cardápio em conjunto. Estabeleça um limite para os gastos e estipule um valor para cada um pagar.

Por exemplo, se você pretende receber dez pessoas em sua casa, se cada um contribuir com R$ 50, já são R$ 500 para cuidar da ceia, dá para montar o cardápio do prato principal, da sobremesa e ainda comprar as bebidas! É claro que os valores e o número de pessoas que vão contribuir são critérios que vão depender da sua avaliação. Feita a conta, o ideal é centralizar a compra dos ingredientes em uma só pessoa. Você também pode optar por dividir entre as pessoas as responsabilidades sobre o que levar para a ceia, mas dessa é forma é mais provável que as compras acabem saindo mais caras para todos.

Ingredientes

Nesta época do ano, é comum aparecerem nas gôndolas dos supermercados alguns produtos típicos do Natal (panetone, frutas cristalizadas, chester, etc). Obviamente, todos eles com preços nas alturas e subindo um pouco mais a cada dia, até a chegada do dia 25.

Uma boa dica para reduzir os custos da sua ceia é propor um cardápio alternativo. Que tal trocar o peru ou chester natalino por uma carne bovina? Por não serem considerada uma carne típica para esta época do ano, ela costuma sofrer menos alterações do que aves e suínos, por exemplo. A comprovação de que os produtos típicos ajudam a encarecer a conta está em levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, o qual apontou que a carga tributária dos produtos consumidos no Natal chega a 59%.

Agora, se a família não abre mão ter uma carne típica na mesa, tente ir substituindo os demais ingredientes sazonais, como as frutas oleaginosas (nozes, amêndoas, avelã, etc).

Pesquisa

Abuse da sua paciência e pesquise bastante antes de concluir a compra. Se tiver muitas opções de supermercados próximos à sua casa ou no trajeto que você costuma fazer diariamente, considere fazer a compra em mais de um estabelecimento, optando pelos produtos mais baratos de cada local. Pode ser trabalhoso fazer isso, mas coloque os preços no papel e verá que a economia feita será suficiente para repor suas energias!

Fique de olho nas promoções anunciadas nos panfletos que normalmente são distribuídos pelos supermercados. Caso encontre preços vantajosos, guarde a propaganda até o dia da compra, para garantir o preço anunciado. Se houver alguma diferença, procure o gerente e faça valer seus direitos como consumidora.

Qualidade dos produtos

Encontrar prateleiras bagunçadas, produtos com embalagens estragadas e até mesmo mercadorias vencidas para venda não é cena incomum nesta época do ano. A correria das festas natalinas deixa os supermercados lotados e muitos varejistas aproveitam para desovar até mesmo a parte ruim do estoque. Para evitar um prejuízo, é preciso redobrar a atenção.

Fique mais atenta ainda na hora de passar as compras no caixa. Seja por descuido ou má fé do estabelecimento, o aumento expressivo de clientes também faz aumentar as chances de erros na conta, como o mesmo produto cobrado mais de uma vez. Diferenças entre o preço anunciado na gôndola e o cobrado no caixa também são comuns, por isso preste muita atenção a cada produto que estiver passando pela esteira.

 

E agora, já sabe como reduzir as despesas com sua ceia? Conte para nós a sua experiência!

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close