Dicas para não ser enganada na Black Friday

Dicas para não ser enganada na Black Friday

O dia da Black Friday Brasil está finalmente chegando e você já deve estar com uma extensa lista prontinha, só esperando o momento de começar a adiantar suas compras de Natal. Como já dissemos, o evento “importado” dos Estados Unidos tem feito sucesso no Brasil e aumentado a adesão de consumidores a cada edição. Segundo informações da Clearsale, empresa especializada em autenticação do comércio virtual, no ano passado a Black Friday brasileira movimentou R$ 217 milhões, crescimento de 117% em relação à edição de 2011.

Agora, esta tanto pode ser uma boa oportunidade de fazer as compras de Natal  quanto pode transformar-se em um grande transtorno se alguns cuidados não forem observados. Em todas as edições do evento, o grande problema foi a maquiagem dos preços. Em linhas gerais, boa parte dos lojistas participantes aumentavam os valores dos produtos dias antes da mega promoção, para depois voltarem com os preços normais, na tentativa de simular um desconto.

No ano passado, o Procon-SP chegou a notificar sete redes varejistas em função deste tipo de problema. Prova de que as reclamações dos consumidores não eram infundadas foi uma pesquisa feita à época pelo Programa de Administração de Varejo (Provar), que apontou que os descontos reais afetaram menos de 2% dos produtos ofertados.

compras online black friday

Mudança de postura

Na tentativa de reverter a imagem ruim que o evento deixou no ano passado, a edição deste ano traz uma ferramenta que será excelente a todos os consumidores! A organização do evento e a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico criaram um código de ética, que prevê punições mais severas aos lojistas que tentarem disfarçar descontos.

A expectativa é de que os sites especializados em busca de preços também estejam aptos a identificar fraudes nos preços. Reportagem do portal eletrônico Exame aponta que o Buscapé, por exemplo, investiu meio milhão de reais em pessoas e tecnologia para validação de ofertas realmente relevantes.

Dicas para comprar

Bom, só mesmo depois que o evento passar é que saberemos ao certo se as estratégias para melhorar a Black Friday funcionaram. De qualquer forma, vale adotar algumas estratégias para aproveitar os descontos. Antes de mais nada, navegue pelo site oficial do evento, assim você confere quais são as lojas credenciadas e pode evitar propagandas enganosas de outros sites de vendas online.

Procure ser bem objetiva nas compras que pretende fazer, de preferência até mesmo com a marca do produto já escolhida. Como a Black Friday dura apenas um dia, é bem possível que você enfrente congestionamentos na rede! Os acessos nos sites aumentam expressivamente, o que acaba gerando problemas como lentidão para navegar e queda no sistema. Sendo assim, tenha paciência na hora de fazer suas compras, não perca tempo e, se possível, evite os horários de pico. Nas demais edições, o volume de acessos costumava ser maior entre 0h e 2h – as primeiras horas da mega promoção –  e no horário de almoço, entre 12h e 14h.

Tire um tempo para pesquisar nas lojas online um dia antes do início da promoção e avalie os preços, se estiverem muito acima do normal, é possível que os valores estejam maquiados. Se você realmente perceber isso, não compre. Leve somente aquilo que realmente estiver com preço abaixo do valor de mercado.

E então, já sabe o que vai comprar nesta Black Friday? Esperamos que as dicas tenham colaborado de alguma maneira!

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close