DIY: Verrines para o seu casamento

DIY: Verrines para o seu casamento

Olá, meninas! O pessoal do Casando sem Grana traz hoje um tutorial para a produção de verrines. Vejam como fazer e deixar a cerimônia ainda mais charmosa.

Hoje vamos falar de uma gostosura linda de viver, sofisticada, charmosa, prática e fácil de fazer: verrines!

Para quem ainda não conhece, verrine é o nome dado a pratos que são servidos em copos, normalmente pequenos. É uma iguaria da culinária moderna, normalmente usada para entradas e sobremesas. Podem ser servidos nesta variação doces ou salgadas, em pequenas porções. Hoje vamos falar só de opções doces, mas não deixam de ser excelentes para quem quiser testar com salgados também!

O mais bacana nos pequenos copinhos são as camadas com cores e texturas diferentes, permitindo fazer combinações inusitadas e criativas. Podemos usar cremes com crocantes, sabores doces com mais amargos, azedinhos, doce com salgado… Deixe a criatividade rolar solta e faça combinações que mais agradam o paladar e sejam a cara do seu casamento. 😉

Vamos para o tutorial?

verrines

Trouxemos algumas receitas mais rápidas, fáceis e baratas, mas para aguçar a criatividade: vai de cada um escolher os seus sabores, cores e texturas.

Hoje aprenderemos:

  1. Verrine de chocolate com doce de leite
  2. Verrine de brigadeiro com biscoito
  3. Verrine de castanha de caju com brigadeiro de baunilha
  4. Verrine de chocolate com morangos caramelizados
  5. Verrine de chocolate meio amargo com pistache

Dicas iniciais:

As instruções abaixo servem para todas as verrines:

– Você pode dispor as camadas cremosas com colher ou manga de confeitar, mas com a manga vai dar um aspecto mais homogêneo.

– O rendimento vai depender do tamanho do copo que você estiver usando. Aqui, algumas estão em copinhos bem pequenos e outras em copos bem grandes. Eu, particularmente, prefiro os pequeninos. Outro que fica lindo também é aquele quadradinho – todos você encontra em lojas de descartáveis ou na Loja Santo Antônio, que vou falar mais adiante.

– O ideal é que eles sejam servidos já com a colher. Você pode colocar a colher por fora, amarrando com uma fitinha, ou então colocar dentro. Da segunda forma vai dar um pouco mais de trabalho na montagem, mas também fica lindo. Escolha uma colher maior que o copo e disponha-a de forma rente ao copo, em pé, em toda a sua extensão, indo até o fundo do copo. Assim, quando a pessoa for retirar a colher, necessariamente ela vai retirar junto todas as camadas, o que é o ideal.

– Aqui estamos usando somente dois sabores/tipos de camadas, mas podem ser usados mais, vai da criatividade de cada um.

Verrine de chocolate com doce de leite

verrines 2

Neste, eu montei pedacinhos de bolo de chocolate alternados com camadas de doce de leite e decorado com um quadradinho de chocolate. Aqui eu deixo uma receita de bolo de chocolate, mas pode usar a receita que você quiser. Idem para o doce de leite.

Bolo de chocolate:

– 3 ovos inteiros
– 1 xícara / 200 ml de óleo (milho, canola ou girassol)
– ½ xícara de leite
– 2 xícaras de açúcar
– ½ xícara de café forte coado
– 2 xícaras de farinha de trigo
– 1 xícara de chocolate em pó
– 1 colher de chá de fermento
– ½ colher de chá de bicarbonato de sódio
– 1 colher de chá de essência de baunilha
– 1 pitada de sal

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Prepare uma assadeira untada e enfarinhada.
Misture os líquidos (exceto a essência de baunilha) e bata no liquidificador.
Peneire os secos em um bowl (tigela).
Junte os líquidos aos secos, misturando só até ficar homogêneo.
Adicione a essência de baunilha.
Asse por cerca de 40 minutos ou até o palito sair seco.

Monte as camadas alternando o bolo em pedaços com o doce de leite, e finalize com um quadradinho de chocolate.

Opção: você pode substituir o bolo de chocolate por pedacinhos de queijo minas frescal. Vai dar um charme bem diferente. 😉

Continue a ver outras receitas na próxima página!

Verrine de brigadeiro com biscoito

verrines 3

Esse é ainda mais fácil, gente. Eu usei um biscoito do Dia (o mercado, sabe?) que eu acho uma delícia e tem uma cobertura fina de chocolate. A receita de brigadeiro você pode usar a sua preferida – aqui no blog já tem uma de brigadeiro gourmet, você já viu? Se não, confere lá.

Então, é só picar o biscoito em pedaços grandes, colocar o brigadeiro no saco de confeitar e montar camadas alternadas dos dois. Eu finalizei com biscoito, mas você pode tentar outras ideias, como pedaços de chocolate, mini brigadeiro etc.

Castanha de caju com brigadeiro e baunilha

verrines 4

Brigadeiro de baunilha:

– 1 lata de leite condensado
– 1 colher de sopa de manteiga sem sal ou 1 gema sem pele
– 3 colheres de sopa de creme de leite
– 30 g de chocolate branco
– 1 colher de chá de essência de baunilha ou 1 colher de sopa de pasta italiana sabor vaniglia¹

O ponto é de brigadeiro de colher, ou seja, desligue quando começar a soltar do fundo da panela. Pode colocar no fogo tudo junto ou colocar o creme de leite no final, tanto faz.

Na montagem, alterne camadas do brigadeiro e castanhas (picadas ou inteiras, depende das suas preferências estéticas), e finalize com uma castanha.

Opção: você pode substituir as castanhas de caju por nozes, também funciona bem.

Continue a ver outras receitas na próxima página!

Chocolate com morangos caramelizados

verrines 5

Aqui, vamos fazer uma ganache mais firme, e vocês escolhem se querem fazer com chocolate branco, ao leite ou meio amargo:

Massa base de trufa

– 1 lata de creme de leite Nestlé (é a que eu prefiro) – também pode usar a mesma medida (300 g) de creme de leite fresco ou creme de leite de caixinha, mas entre a lata e a caixinha eu prefiro a primeira.
– 500 g de chocolate ao leite ou meio amargo / 700 g de chocolate branco
– Opcional: 20 g de pasta saborizante²

Pra ganache endurecer, o ideal é deixar de um dia pro outro em temperatura ambiente. Mas se você estiver sem tempo, põe na geladeira, tirando de vez em quando pra mexer bem, até ficar firme. Não esquece ele na geladeira senão vai ficar muito duro e, depois, você não consegue fazer nada com ele – só esquentando de novo.

Morangos caramelizados

– 1 bandeja (ou 250 g) de morangos maduros, mas ainda firmes — idealmente, eles devem estar todos mais ou menos do mesmo tamanho, se for o caso compre duas bandejinhas pra escolher só os maiores e melhores.
– ½ colher de chá de suco de limão
– 1 colher de sopa de manteiga sem sal em temperatura ambiente (o ideal é não substituir por margarina ou outros, se não tiver manteiga não põe nada)
– 1 colher de chá de essência de baunilha
– açúcar refinado a gosto (eu uso, pra essa quantidade, cerca de ½ xícara de açúcar, mas vai do gosto do açúcar de cada um, se quiser mais azedinho, menos, mais doce…)

Corte os morangos ao meio, de forma que fiquem duas metades iguais.
Em um bowl grande, misture delicadamente todos os ingredientes exceto o açúcar – cuidado para não danificar os morangos.
Depois de bem misturado, disponha em uma assadeira e polvilhe açúcar por cima. O ideal é que todos os pedaços de morango fiquem com uma camada de açúcar em cima. Espalhe bem, de forma que haja açúcar no fundo da fôrma em toda a sua extensão.
Asse a cerca de 200ºC, por 20 a 30 minutos. Aqui, gente, atenção, porque, como eu costumo dizer, forno é igual marido: cada um conhece o seu 😛 .Tem que ficar no forno tempo suficiente para os morangos assarem e soltarem líquido, de forma que o açúcar que a gente jogou caramelize lindamente. Mas tem que tomar cuidado, porque se ficar tempo demais os morangos vão murchar muito, a calda vai reduzir além do ponto e ficar espessa demais, e vai queimar também. Então, dá uma olhada de vez em quando, ok?

Montagem: depois de tudo pronto, alterne as camadas de ganache com a de morangos. Esta eu realmente recomendo usar um saco de confeitar pra colocar a ganache, pois os morangos são super delicados, e vai ficar lindo se der pra ver bem direitinho as camadas de morangos. Finalize com um pedacinho de morango no topo.

Continue a ver outras receitas na próxima página!

Chocolate meio amargo com pistache

verrines 6

Aqui, vamos usar aquela ganache ali de cima, saborizada com a pasta de pistache + pedaços de pistache direto na ganache, alternando com pistache picado. Se não tiver a pasta não tem problema, só o pistache picado resolve 😉

1 e 2: as pastas saborizantes são excelentes para saborizar docinhos, cremes, sorvetes, mousses…. Você pode encontrar na Chocolândia, que a Sam já citou aqui no blog, ou comprar pela internet, se você não achar na sua cidade ou estiver sem tempo pra ir na loja. Muitas lojas de São Paulo enviam para todo o Brasil – eu uso a Loja Santo Antônio. Sobre a marca das pastas, eu uso as da Fabbri.

***

E aí, gente, gostaram? 🙂 Como eu disse no início, o que vale é a sua criatividade. Que tal, por exemplo, camadas com pedacinhos de frutas alternadas com trufa de chocolate? Ou frutas com chantilly? Ou maracujá com coco – ganache de maracujá com beijinho?

Enfim, agora é com vocês! Que tal testarem e depois contar pra gente como ficou??

Um grande beijo a todas!

Gostou do nosso conteúdo? Então clique aqui e assine a nossa newsletter!

*Sammia Vilela é jornalista, graduada em marketing e idealizadora do blog  “Casando sem Grana“.  Ajuda os futuros noivos a realizarem o casamento dos sonhos com o dinheiro que eles têm.

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Sammia Vilela

Sammia Vilela

Casando Sem Grana

close