É hora de reavaliar seus critérios de consumo

É hora de reavaliar seus critérios de consumo

Já parou para pensar em como as vezes somos exigentes demais sem necessidade? Mais além, que em várias situações somos movidas pelo excesso de exigências, de vontades que “precisamos” satisfazer o quanto antes, mas não refletimos profundamente sobre o motivo de querer determinadas coisas.

Por exemplo, depois de muito trabalhar, você consegue comprar seu próprio carro. Um carro popular, com um consumo de gasolina moderado e que atende as suas necessidades. Ao quitar o carro – já com o salário em um patamar melhor – você já está de olho em um modelo mais confortável, com mais itens e que tem sido comentado como o carro do momento. Uma dívida acaba para ver nascer outra, tendo em vista que o novo sonho de consumo é bem mais caro que o seu carro-em-perfeitas-condições-de-uso-quitado.

Aspirar a aquisição de bens materiais é natural e muita gente confunde esse movimento por ter cada vez mais com qualidade de vida. Se você trabalha duro, é claro que pode dar-se o direito de comprar coisas que te agradam, mas a questão é não saber mais diferenciar o que é realmente necessidade com simplesmente desejo vazio.

Justifico o termo “vazio” porque na maioria dos exemplos que pensarmos, o objeto de desejo é facilmente substituído por outro mais moderno e mais caro, é só questão de tempo. O exemplo do carro vale para o celular, para o notebook, o sofá da sala, a televisão, etc.

criterios_consumo

 

Hora de mudar a postura?

Você está se perguntando sobre o motivo de refletir sobre esse assunto? Pense em como sua vida poderia ser mais simples se não houvesse tanta preocupação com detalhes que nem sempre são tão importantes como você imagina. A questão é justamente essa, não há razão para supervalorizar certas coisas.

Ninguém liga se você tem o Iphone mais novo ou um outro aparelho qualquer. Mas você mesma certamente se importará muito se ao chegar no período de férias perceber que não vai poder fazer aquela viagem que estava querendo porque está com o orçamento super comprometido com o pagamento de parcelas de compras desnecessárias.

Pense nos seus desejos a curto prazo e a longo prazo. E quando uso a palavra “desejos” me refiro ao que você acredita que realmente terá um significado importante em sua vida. Ficar livre de uma grande dívida, viajar para outro país e de repente até fazer um curso ou especialização por lá, juntar dinheiro para conseguir sair do aluguel e ter seu próprio imóvel, planejar-se financeiramente para ter o primeiro filho, enfim, são muitas as metas que você pode enumerar.

Todos as grandes conquistas da vida dependem de planejamento. Isso significa que na maioria das vezes é necessário cortar algumas coisas para ter outras com um significado maior. Então, antes de substituir qualquer coisa que você já tenha, tire um momento para questionar-se profundamente sobre o motivo disso. Seu celular está quebrado, funcionando mal ou com a tela estourada para que você precise de outro imediatamente? Ou você está prestes a fazer uma dívida só para ter um mais novo? Está na hora de trocar o carro porque ele passa mais tempo na oficina mecânica do que em sua garagem ou somente pelo prazer de comprar um zero Km?

Repense seus hábitos financeiros, as coisas que você deseja e seja feliz de um jeito bem mais simples!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close