Financiar imóvel na planta sai mais barato?

Financiar imóvel na planta sai mais barato?

Depois de um tempo analisando algumas possibilidades e juntando dinheiro, você resolve comprar um imóvel. Para tentar reduzir o valor do investimento, opta por financiar um apartamento ainda na planta. Essa é uma estratégia comumente adotada e costuma ter a vantagem da valorização do imóvel depois de concluído.

Na teoria, você paga um valor mais baixo porque há o tempo de espera até poder de fato entrar para o apartamento. Como a obra está em andamento e as construtoras precisam captar dinheiro, elas aceitam vender o imóvel por um valor mais baixo. A possibilidade de adquirir um apartamento novo por um bom preço de mercado é tentadora, mas é preciso ficar atenta a alguns detalhes importantes para que o “barato” não saia bem mais caro que o planejado.

Esteja preparada para atrasos

Na hora de assinar o contrato é uma maravilha, a construtora te dá um prazo para entregar o imóvel pronto e você se programa para entrar no novo apartamento naquela data. O problema é que é muito comum esses prazos não serem respeitados, devido a atrasos na obra.

Isso significa que você pode demorar mais tempo para mudar do que gostaria. Caso esteja morando de aluguel antes da mudança, é sinal de que terá que arcar com os custos do aluguel e o financiamento do novo imóvel por mais tempo. Além disso, pode enfrentar desgaste para permanecer no imóvel alugado por mais tempo que o esperado, é preciso negociar com o locador para que você não fique presa a um novo contrato de longa duração.

Pesquise bastante sobre o histórico da construtora, levante informações sobre outras obras, se fizeram as entregas no prazo, se houve muita reclamação dos compradores, pesquise se a empresa paralisou obras recentemente. É extremamente importante que a construtora lhe transmita credibilidade.

vale_a_pena_comprar_imovel_na_planta

Os gastos com acabamento

Muita gente não coloca tudo isso na ponta do lápis, mas a partir do momento que você recebe as chaves do apartamento novo, é preciso ainda arcar com os gastos com acabamento. O quanto você vai despender com esta parte vai depender do que estiver planejando fazer no imóvel.

É importante que você acompanhe a obra de perto e esteja bem atenta a todas as vistorias, para ter a certeza de que não vão deixar nada pela metade quando lhe entregarem o apartamento. Se puder, leve um especialista de sua confiança pelo menos em algumas visitas para ter certeza de que não está sendo enganada.

Atenção redobrada ao contrato

Um ponto que costuma gerar polêmica e muitos problemas é o aumento que o valor do imóvel pode sofrer em função dos reajustes do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC). Muitas vezes isso nem chega a ser esclarecido antes da compra, então é preciso ter muita atenção ao contrato para saber ao certo de que forma a construtora pretende cobrar esses reajustes. De um modo geral, esses reajustes devem ser diluídos nas mensalidades do financiamento.

Para se proteger dessas situações, o mais aconselhado é procurar a Associação de Mutuários da sua cidade antes de assinar qualquer contrato, para que você tire todas as dúvidas que tiver antes de fechar o negócio.

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close