Ganham menos, pagam menos: loja cobra mais barato de mulheres

Ganham menos, pagam menos: loja cobra mais barato de mulheres

O dado de que no Brasil, em média, as mulheres ganham 30% a menos que os homens já bem conhecido por nós. No entanto, apesar da informação gerar indignação, a mobilização para mudar esta realidade ainda é bem tímida. Colocar a discussão na mesa já foi um passo dado, a partir de agora é preciso que haja um esforço coletivo para a mudança desta cultura injustificável.

Com o objetivo de questionar este problema, um grupo de mulheres norte-americanas lançaram um interessante projeto nos Estados Unidos, chamado Less than 100 (Menos que 100, em tradução literal). Realizado inicialmente na Pensilvânia, o primeiro evento reuniu um grupo de 46 artistas, que vendiam produtos variados, porém o que realmente chamou a atenção foi o critério de precificação das mercadorias. As organizadoras focaram nas estatísticas daquele estado, as quais davam conta de que as mulheres recebiam, em média, somente 76% do salário dos homens. Sendo assim, os produtos oferecidos no projeto eram cobrados com 100% do valor total para o público masculino, enquanto mulheres pagavam apenas 76% do preço cobrado deles.

Você também pode gostar:
Homens e mulheres: entender as diferenças é a chave para a igualdade
Brasil cai em ranking que mede igualdade entre homens e mulheres
Homens consomem mais que as mulheres nas festas de fim de ano

Recentemente uma campanha feita em um restaurante de São Paulo chamou atenção para a desigualdade de salários pela mesma ótica, oferecendo um menu aos clientes no qual os pratos eram 30% mais caros para homens. Vale ressaltar que a informação sobre a diferença salarial entre homens e mulheres no Brasil foi constatada a partir de levantamento feito pelo IBGE.

O projeto norte-americano foi lançado em abril deste ano e as organizadoras pretendem leva-lo agora para o estado da Louisiana. Além da estratégia de diferenciar os preços entre homens e mulheres para destacar a desigualdade de salários, o evento ainda promove debates sobre o que as mulheres vem conquistando ao longo dos anos, com o objetivo de conscientizar as gerações mais novas a levantarem a bandeira da igualdade entre gêneros. Pequenas empreendedoras também tiveram a oportunidade de receber capacitação para melhorarem, por exemplo, suas habilidades para negociação.

É animador ver iniciativas como estas ganhando respaldo. Que projetos como estes continuem acontecendo até que a igualdade salarial entre gêneros seja mais uma de nossas conquistas!

 

Crédito da foto: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close