Juntar dinheiro para casar em dois anos: onde investir?

Juntar dinheiro para casar em dois anos: onde investir?

Juntar dinheiro para se casar é importantíssimo para que seu sonho não venha acompanhado de uma grande dívida. Sim, é perfeitamente possível fazer uma cerimônia linda e sem gastar absurdos. O segredo para um casamento lindo e sem estresse é um bom planejamento financeiro – e isso inclui poupar uma grana e investir no lugar certo. Com os rendimentos, vocês estarão mais perto do grande dia do que imaginam. A seguir, veja como e onde investir o dinheiro que vocês juntaram para o casamento.

Planejamento: o início de tudo

Casar é como viver um conto de fadas. Isso significa que muitos noivos não pensarão duas vezes antes de contratar um serviço para que tudo esteja de acordo com seus sonhos. Porém, essa brincadeira pode sair cara – e muito. A indústria do casamento não poupa esforços para fazê-la gastar mais do que deve. Aqui, entra a importância de ter um plano bem traçado.

Primeiro, defina o quanto vocês poderão gastar na comemoração. A celebração costuma incluir o casamento civil, cerimônia religiosa, festa para convidados e lua-de-mel. “Para cada uma dessas celebrações existe uma enormidade de preços, portanto, o casal deve estar bem alinhado no que deseja realizar para celebrar o momento tão especial”, diz George Willrich Sales, professor da Faculdade Fipecafi.

Sabendo o que vocês desejam fazer na comemoração, hora de procurar os fornecedores e pedir orçamentos. É aqui que vocês saberão se aquele sonho de alugar um salão super chique cabe no bolso. Caso ele não esteja alinhado com a realidade financeira do casal, será preciso fazer alguns ajustes para gastar menos e, ainda assim, celebrar um lindo casamento.

juntar-dinheiro-casar

Então, determine quanto cada um terá que juntar por mês para que vocês cheguem à cifra necessária para fazer a cerimônia. Para Sales, uma boa solução é criar uma conta que concentre os recursos destinados ao casamento. “Definam metas de valores que levem em consideração o prazo que vocês possuem para fechar todos os serviços, como o aluguel do salão e a data de reserva da igreja”, aponta. Criamos uma planilha que lhe ajudará a definir esse valor e se planejar para juntar o dinheiro necessário mês após mês. Clique aqui e baixe!

É importante começar a poupar no instante em que vocês decidirem que se casarão – afinal, trata-se de um sonho grande, que exige esforço financeiro. Quanto antes vocês começarem, melhor. Com um objetivo bem definido, será mais fácil fazer cortes no orçamento e alguns sacrifícios para investir o valor que foi combinado anteriormente.

Investindo certo

Tão importante quanto juntar o dinheiro para casar é colocá-lo em uma aplicação que vai fazê-lo crescer de verdade. De nada adianta deixar no cofrinho – sem rendimento, você perde poder de compra. Então, é preciso investi-lo com sabedoria.

Leitura complementar

Planilha dos Sonhos

Planilha dos Sonhos

Ver mais

É fundamental que o investimento escolhido tenha alta liquidez – ou seja, que você possa resgatar o dinheiro com facilidade. Também é preciso escolher aplicações que tenham a data de vencimento condizente com o prazo que você precisará começar a resgatar os recursos. “Como o prazo geralmente é definido em função dos contratos de prestação serviço junto a fornecedores, o casal não deve correr riscos de variação de valores nos investimentos”, enfatiza Sales. Pense que você precisará resgatar um montante toda vez que pagar um fornecedor. Se a data de vencimento for distante ou o investimento não tiver alta liquidez, você poderá perder dinheiro ao resgatá-lo.

Por isso, de acordo com Sales, uma boa opção é o Tesouro Direto Selic. “Esses títulos são os mais seguros para se investir e possuem um risco muito baixo. Por conta do prazo máximo de dois anos, não aconselho outros investimentos mais ousados, pois qualquer risco adicional não é bem-vindo neste caso”, defende.

Vale lembrar que, para estar sempre bem organizados, é importante não misturar o dinheiro do casamento com suas demais economias. Do contrário, vocês perderão o controle sobre o que já pouparam para a cerimônia e também sobre o que já foi gasto.

Fotos: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close