Meu nome está sujo, o que devo fazer?

Meu nome está sujo, o que devo fazer?

Ter o nome sujo no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) é uma situação desagradável, mas que certamente já fez ou ainda faz parte da realidade de muita gente. Nesta hora, o problema pode tornar-se ainda mais grave se a devedora ignorar a situação ou estiver mal informada sobre o que é necessário fazer para regularizar o nome.

Não lidar com o problema pode ser a saída mais “cômoda”, principalmente porque a situação gera constrangimento por parte de quem deve. Mas é preciso lembrar das consequências da restrição no nome, a falta de credibilidade no mercado pode ser um problema ainda maior em situações futuras, em que um empréstimo for essencial.

A falta de informação, por outro lado, acaba facilitando situações ainda piores, como explica Fernando Cosenza, diretor de sustentabilidade da Boa Vista, administradora do SCPC. “Essa é uma dúvida recorrente e muita gente acha que precisa contratar alguém para limpar o nome, chegam a cair em golpes por causa disso. Quem está com uma dívida vencida deve procurar somente o credor para resolver o problema”, alerta.

Ele orienta ainda as devedoras a deixarem a vergonha de lado na hora de lidar com o problema. “A pessoa deve ir ao credor de cabeça erguida, determinada a resolver o problema. Ela deve organizar-se para dar uma entrada e procurar um acordo com o credor, que muitas vezes também tem urgência em receber o dinheiro”.

Credibilidade na proposta de acordo

Chegar ao credor de mãos vazias é o primeiro passo em falso na hora de negociar um acordo. “Como a pessoa já tem uma dívida vencida, é muito mais complicado ela conseguir um acordo favorável contando apenas com a boa vontade do credor em confiar novamente em sua palavra do que se chegar já preparada para dar uma entrada. Na segunda situação ela terá condições muito mais favoráveis para conseguir negociar as demais parcelas”, aconselha.

Para dar uma entrada consistente, é necessário organizar o orçamento e avaliar o que pode ser feito para garantir uma quantia inicial. Além disso, é preciso que você tenha a segurança de que vai ter o valor das parcelas da renegociação em mãos todos os meses, até quitar completamente a dívida. O educador financeiro orienta a cortar despesas em casa ou mesmo avaliar o que é possível vender.

como tirar seu nome do SPCP

Como garantir o nome limpo?

Para quem não conhece o SPCP, o especialista explica que a partir do momento em que é fechado um acordo e a devedora começa a pagar o que ficou combinado, o nome é retirado da lista de inadimplência. Ele explica ainda que é dever do credor informar ao órgão que a situação está sendo regularizada, para que a restrição em nome da devedora seja cancelada.

Para certificar-se de que o nome não consta mais no SPCP, a devedora pode fazer um cadastro no consumidor positivo e fazer a consulta por meio do CPF. O serviço é gratuito. É importante saber disso porque a pessoa que tem o nome incluído na lista de inadimplentes sempre recebe uma notificação em casa avisando sobre a situação, mas o mesmo não acontece no momento da regularização.

Caso já tenha sido feito um acordo – que esteja sendo cumprido – e ainda assim o nome da devedora continuar no SPCP, a orientação é reunir toda a documentação que comprove que o pagamento está sendo feito e encaminhar ao órgão, para que a situação seja regularizada.

Se você está com o nome sujo e tinha algum receio ou dúvidas no processo para resolver a situação, esperamos ter ajudado! Ainda que você não esteja passando por esta situação, guarde bem essas dicas, caso enfrente o problema um dia.

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close