Mude sua postura e não passe o mês no vermelho

Mude sua postura e não passe o mês no vermelho

Passar vários meses sem dinheiro com toda certeza é motivo para deixar qualquer mulher chateada, não é mesmo? Afinal, fica aquela sensação de que trabalhamos muito só para sobreviver, quando não deveria ser assim. Todo o estresse para cumprir a jornada de trabalho independente de todo o cansaço acumulado, o esforço para conseguir uma promoção ou mesmo o empenho para fazer o empreendimento próprio dar certo precisam ter alguma recompensa!

Muita gente acaba se tornando infeliz, mesmo com uma carreira de sucesso, porque simplesmente perde o poder sobre o dinheiro. Não adianta nada você ganhar muito, mas também se entupir de contas para pagar. E como nós do Finanças Femininas não queremos ver você frustrada com a falta de dinheiro, vamos sugerir algumas dicas para tentar fazer o seu dinheiro render mais!

Forma de pagamento

Abandone o hábito de sempre lançar mão do cartão de crédito ou do cheque para pagar suas compras, ainda que algumas delas pareçam ficar mais suaves (ou acessíveis!) se forem pagas parceladas. A regra não precisa valer para tudo, mas tente usar dinheiro vivo mais vezes na hora das suas comprinhas.

É uma estratégia psicológica, mas funciona bem! Ver quanto de dinheiro está saindo da sua carteira torna o gasto um pouco mais “doloroso”. É uma maneira de evitar que você saia gastando compulsivamente. Pense bem, você teria mesmo coragem de comprar aquelas três ou quatro sandálias lindas da nova coleção se tivesse que desembolsar o preço de todas elas à vista, no dinheiro mesmo?

Sabemos que você ficaria super satisfeita de ter todas elas no seu armário, mas você sabe muito bem que não precisa comprar tudo de uma vez. Buscando esse equilíbrio, você pode comprar de forma mais consciente e não esvaziar completamente a conta bancária.

A questão aqui é qualidade de vida: você precisa pesar o que te faz feliz, quanto ganha e como gasta. Muitas vezes, acabamos entrando num padrão de gastos incompatível com o que ganhamos e queremos para a nossa vida, só pela sensação de poder fazer aquilo. Preste atenção e procure rever se o seu padrão de vida é aquele que você precisaria ter!

aprenda a economizar dinheiro

Reserva

Você costuma seguir à risca aquela meta de guardar X do seu salário ao fim de cada mês? Se a resposta for não, vamos tentar mudar de tática! Em vez de tirar essa quantia somente quando o mês acaba, experimente separar esta verba assim que o seu dinheiro cai. Pode parecer radical, mas é uma forma garantida de você se pagar antes e aprender a tocar o seu orçamento dentro do que você realmente pretende gastar. Se você deixa para o fim, trata o que sobra exatamente assim: como uma sobra. Claro, o dinheiro separado deve ser direcionado para a forma que você escolheu investir.

Outra dica boa para escapar das armadilhas que consomem nosso dinheiro aos poucos é mandar direto para caixa de spam aqueles emails que a gente recebe com ofertas das marcas favoritas. Menos tentação, por favor, afinal ninguém é de ferro!

Avalie as opções mais baratas

O que vale mais a pena? Comprar um ferro de passar roupas novo ou pesquisar os preços que vão cobrar para consertar o seu? As vezes optamos pela escolha mais cara sem nem mesmo pesquisar. Quando seu carro já está bem velho e começa a passar mais tempo na oficina mecânica do que na sua garagem, você avalia uma troca porque a despesa pode superar o investimento em um modelo novo. Agora, se o único defeito que seu carro apresentar for um vazamento de óleo, obviamente que você vai apenas mandar arrumar e continuar com ele. A lógica dos eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos em casa tem que ser a mesma. Assim você consegue ponderar em qual opção vai gastar menos!

Em algumas situações você pode precisar de ferramentas que não tem em casa, mas que também não serão muito úteis várias vezes. Por exemplo, você se mudou de casa e quer decorar o novo jardim ou quintal. Para isso, vai precisar de uma furadeira para fazer os buracos onde devem ficar os suportes de planta (e nem venha dizer que não sabe mexer com uma furadeira!). Depois disso, é provável que você não precise nem encostar nessa furadeira tão cedo. Em casos assim, não seria melhor conseguir pegar a ferramenta emprestada com alguém?

Largue a mania de comprar sem pensar na real necessidade daquele produto, assim seu bolso fica mais cheio e o fim do mês não se transforma em um tormento.

como ter mais dinheiro no fim do mês

Atividades extras

Depois de longas jornadas de trabalho, muitas de nós procuramos algum hobbie para relaxar. Seja lá qual for o seu talento, pense na possibilidade de torná-lo rentável, é uma grana extra que vai entrar com algo que você gosta muito. Quer inspiração? Conheça a linda história de Hal Lasko, um senhor que faz obras incríveis usando apenas uma versão ultrapassada do Microsoft Paint. O conselho aqui não é para imitá-lo, mas este é um grande exemplo de como é possível fazer coisas grandiosas a partir de prazeres do dia-a-dia. Quem sabe isso não vira um negócio próprio?…

E você, tem alguma sugestão para economizar dinheiro ao fim do mês? Conta para a gente!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

Carol Sandler

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close