Não me separo por falta de dinheiro

Não me separo por falta de dinheiro

*Valéria Ruiz

“Não me divorcio por falta de dinheiro“. Essa é uma frase que tenho escutado muito durante esses dois anos de trabalho com o site Bem Separadas.

Recebo vários e-mails de mulheres contando suas histórias e muitas vezes pedindo nossa ajuda, porque vivem uma relação doentia e não conseguem se desvincular, com medo de não conseguir sustentar a casa e os filhos.

E aí nos deparamos com diversas situações. Vou citar duas delas para que você entenda o que acontece e até, quem sabe, se identifique.

A primeira é de mulheres que trabalham fora, têm sua renda, mas acham que não é o suficiente para gerir sua casa ou as necessidades dela e dos filhos.

Dica: lembre-se que o filho não é só seu e que o pai tem de fazer a parte dele. Se ele não fizer por vontade própria, a lei existe para isso. Essa é uma das questões que realmente funcionam na Legislação Brasileira: pensão alimentícia. Quem nunca ouviu falar de homens que foram presos por não honrarem com suas obrigações?

Dito, de passagem, que citei o homem, mas se a obrigação do pagamento da pensão alimentícia tenha ficado a cargo da mãe, a mulher também arca com as mesmas consequências. Portanto, a complementação das despesas dos filhos, ou seja, a divisão, deve ser feita pelos dois.

Muitas vezes essa mulher já se encarrega de mais de 70% das despesas totais da casa e nem se dá conta disso. Ainda assim tem medo de se separar por insegurança de não dar conta de prover as necessidades do lar.

Isso está vinculado em razões muito mais profundas, que abordarei em outro momento.

separacao-falta-de-dinheiro

A segunda situação que vou comentar é de mulheres que passaram uma vida inteira dedicada à casa, ao marido e aos filhos e, no momento do rompimento, sentem-se desamparadas, já que se desatualizaram do mercado de trabalho.

Dica: nunca é tarde para recomeçar.

O empreendedorismo é um caminho luminoso para quem quer recomeçar. Você pode iniciar pensando em algo que todos elogiam quando você faz e a possibilidade disso virar um grande negócio.

Às vezes você pode achar que não é capaz, mas isso tem um nome que nós, profissionais de coaching, chamamos de crenças limitantes: quando, de alguma forma, está no nosso subconsciente que não conseguimos realizar algo. Muitas vezes porque alguém nos disse que não seríamos capazes. Mas tenha certeza que sempre conseguiremos fazer tudo o que for importante em nossas vidas. Basta querer e se esforçar. Todas nós temos capacidade.

E para ajudar você a identificar suas competências empreendedoras, no meu próximo artigo, vou falar um pouco das características de um empreendedor.

Tenha certeza que muitas vezes nos sentimos desconfortáveis onde estamos. Mas essa situação é mais confortável do que agir e fazer diferente, mesmo que isso não seja consciente.

Se você se mantiver em uma relação que não lhe faz bem por falta de dinheiro, convido você a refletir sobre tudo que falei e ver se faz sentido para você.

Se a resposta for positiva, liberte-se dessa relação se preparando financeiramente, de maneira gradativa. Ou até, quem sabe, você consiga resgatar o seu casamento. Já conheci casos em que a independência financeira fizeram a renovação do casamento.

O importante mesmo é que esteja sempre BEM!

Para isso, conte sempre comigo e com a equipe do Bem Separadas.

*Valéria Ruiz é empresária, mãe de dois filhos, foi casada por 19 anos e há 4 se separou. Coach certificada com especialidade em relacionamentos e responsável pelo site Bem Separadas, busca ajudar mulheres que estão se separando. 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Valeria Ruiz

close