O empoderamento feminino no empreendedorismo

O empoderamento feminino no empreendedorismo

*Marcus Marques

Muito vem sendo falado a respeito do empoderamento feminino, que nada mais é do que permitir que as mulheres desfrutem de seus direitos na sociedade e ocupem o lugar que, naturalmente, pertence a elas. Se antigamente suas atividades se resumiam a cuidar da casa e dos filhos, hoje elas estão presentes no mercado de trabalho e muitas são donas do próprio negócio. No Brasil, mais de 40% das empresas são comandadas por mulheres, seja como proprietárias ou sócias.

Uma pesquisa realizada recentemente pelo Serasa Experian constatou que as empresas que são administradas por mulheres possuem um faturamento até 35% maior do que as comandadas por homens. Algumas das características das mulheres que mais contribuem para o bom andamento dos negócios são: disciplina, postura amigável com colaboradores e presença mais efetiva no dia a dia da empresa.

Os números das mulheres no empreendedorismo brasileiro

Além da pesquisa que citei, várias outras foram e são feitas para entender melhor o papel feminino no mundo dos negócios. Os números são bastante expressivos e mostram que elas estão conquistando cada vez mais o seu espaço no mercado. Veja:

  • 43% das empresas brasileiras são comandadas por mulheres ou contam com uma mulher no quadro societário;
  • do total de mulheres empreendedoras no Brasil, mais de 70% são donas ou sócias de micro e pequenas empresas;
  • o País conta com mais de 5 milhões de mulheres empreendedoras;
  • cerca de 16% das mulheres empreendedoras encontra-se no nordeste do Brasil e 52% no sudeste;
  • quando falamos de franquias, 42% de todos os negócios desse tipo no País são administrados por mulheres;
  • o número de mulheres empreendedoras no Brasil começou a crescer em 2010 e hoje pode-se dizer que elas estão, praticamente, em pé de igualdade com os homens.

empoderamento-feminino-empreendedorismo

Donas do próprio negócio

São muitos os motivos que levam uma mulher a decidir ser dona do próprio negócio. O mais comum deles é a oportunidade de estar perto da família, por ter horários mais flexíveis e poder, inclusive, trabalhar em casa. Essa é uma das principais razões que leva as mulheres a trocar um emprego formal para abrir uma empresa, mas não significa que seja a única. Existem aquelas que o fazem por necessidade ou mesmo pelo desejo de empreender, da mesma forma que acontece com homens.

Hoje não faz mais sentido falar sobre negócios voltados exclusivamente para mulheres, pois elas podem ser o que desejarem e têm capacidade de sobra para isso. Porém, gerenciar uma empresa é algo que requer conhecimento, tanto para homens quanto para mulheres, para saber como agir da maneira certa e fazer com que ela cresça e não apenas funcione.

O que uma mulher precisa para ser empreendedora?

Ter vontade de empreender é o primeiro passo para uma mulher se tornar uma empreendedora de sucesso. Isso é o que irá impulsioná-la a trabalhar para que a empresa dê certo e atinja todos os objetivos. Se for um negócio baseado em serviços, pode ser necessário adquirir algum tipo de conhecimento técnico ou optar pela contratação de profissionais que realizem o atendimento.

Deixando o conhecimento técnico um pouco de lado, independentemente do tipo de negócio que se pretende abrir, é necessário entender os passos que precisam ser seguidos para que a empresa prospere. Pensando nisso, criei o programa Acelerador Empresarial, que certamente tem muito a contribuir com as mulheres que desejam empreender, pois ensina todas as etapas que devem ser seguidas para se chegar à maestria empresarial.

No curso, eu compartilho toda a experiência que adquiri em minha jornada como empreendedor e empresário. O programa é indicado para donas e donos de micro, pequenas e médias empresas de todos os setores que desejam ter acesso a um programa de gestão para obter resultados crescentes.

Uma das vantagens do curso é que ele é completamente online, o que possibilita que as aulas sejam assistidas de qualquer lugar e em qualquer horário. Como empreendedor, sei o quanto nossa vida é corrida, então nada melhor do que poder gerenciar o tempo e adquirir conhecimento nos momentos livres. Além disso, as empreendedoras participantes poderão contar com a minha mentoria e experiência para tirar todas as suas dúvidas.

A união do conhecimento com a prática adquirida no dia a dia da empresa é o que leva à evolução. A disciplina que as mulheres possuem para aprender é um dos fatores que as diferenciam no universo empresarial e faz com que elas obtenham melhores resultados. Então, se você já tem o desejo de empreender, junte a isso à busca pelo conhecimento e terá como resultado o sucesso do seu negócio.

Gostou das dicas? Para saber mais a respeito do programa Acelerador Empresarial do Marcus Marques, acesse o meu site. Lá, também dou diversas dicas para quem sonha em ter ou já tem o seu negócio, que podem ser muito úteis na sua jornada empreendedora.

*Marcus Marques é empresário, diretor executivo do Instituto Brasileiro de Coaching – IBC. É mentor e treinador de empresários. Idealizador do Acelerador Empresarial, um programa de capacitação em gestão, liderança e cultura.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close