O papel do planejador financeiro

O papel do planejador financeiro

*Caco Santos

Para escrever este artigo, fiquei pensando no meu trabalho e nas razões pelas quais meus clientes me escolhem como o profissional que cuida de suas finanças.

A melhor forma de ilustrar minha função é através da história de um casal de clientes, Danilo e Mariana. Conheço o Danilo há anos. Um dia, ao almoçarmos, contei o que faço. Ele se interessou e me pediu que nos reuníssemos também com sua esposa. Marcamos e sentamos os três. É um casal que ganha bem, cada um individualmente tem um bom salário, bônus, mas reclamavam que não conseguiam guardar dinheiro para quase nada. Conversamos sobre seus sonhos. E começamos a transformar seus sonhos em objetivos.

Todos temos sonhos que queremos realizar. Pense por um momento: o que está impedindo você de realizar os seus agora? Um sonho é algo que você REALMENTE quer que aconteça mas é apenas uma vontade, algo intangível. Um objetivo, ao contrário, tem uma data e um valor que o FAÇAM acontecer, é algo tangível e pelo qual podemos nos esforçar. Por exemplo, um sonho é poder viajar com conforto pela Europa. Se calculo que umas férias como esta custam R$30.000 e quero fazê-la daqui a três anos, acabei de transformar o sonho em objetivo. Sei exatamente quanto preciso economizar todo ano, todo mês, para atingi-lo.

Com Mariana e Danilo fizemos esse exercício. Eles listaram 17 sonhos que gostariam de conquistar. Itens como trocar o sofá da sala, conquistar sua independência financeira, contratar um seguro de vida para o Danilo. E listamos, para cada uma das 17 coisas, em quanto tempo eles gostariam de realizá-las e quanto de dinheiro precisariam investir para que cada uma, individualmente, fosse satisfeita.

familia-planejamento-financeiro

Bem, a verdade é que a soma de todo esse esforço era praticamente igual ao salário bruto mensal do casal! Ou seja, ficava claro ali que eles não teriam como conquistar tudo aquilo somente com o fruto de seu trabalho. Posso dizer que não tive uma sensação agradável ao mostrar isso a eles, menos ainda eles, ao ver alguns sonhos desfeitos ali naquele relatório.

 

Continue a ler a matéria na próxima página!

Mas o processo de encarar a realidade foi engrandecedor para todos nós. Os dois puderam pensar no que era mais importante para eles. Ao invés de tentar realizar tudo, investiram tempo organizando e priorizando cada objetivo. Saber exatamente PARA QUÊ fazer um esforço financeiro faz toda a diferença na hora de executar o plano. Decidiram que algumas daquelas metas seriam deixadas de lado, outras esperariam uma herança que Mariana eventualmente receberá. E havia aquelas que eram tão importantes para eles que não podiam deixar de ser trabalhadas. Para poder arcar com o seguro de vida do Danilo, realmente fazia sentido jantar fora uma vez por semana ao invés de duas. Vale a pena para eles viajar uma vez por mês a menos, e com esse dinheiro, economizar o suficiente para atingir uma tranquilidade financeira aos 65 anos, um caminho para não depender de seus filhos ou poder escolher não trabalhar naquela idade.

Então, com cada meta bem definida, ajudei-os a escolher os melhores instrumentos e produtos para proteger seu patrimônio, sua família e seu futuro. Começaram a colocar o plano em prática. Pela primeira vez conseguiram guardar dinheiro antes de gastá-lo, porque têm propósitos marcados no papel, sonhos que viraram objetivos a ser atingidos. Estão poupando e estão mais bem protegidos, com bons seguros que farão a diferença para a família se algum imprevisto acontecer (ou você acha que na sua vida – ou na de qualquer pessoa – tudo correrá sempre bem, como desejamos?). Mais importante, estão com uma sensação de tranquilidade e realização que há muito não sentiam.

Meu trabalho inicial estava feito. Claro que irei sempre acompanhar a família. De tempos em tempos vamos rever os planos, seus objetivos, o mercado, o mundo. Vou ajudá-los a fazer continuamente os ajustes necessários para que tenham sempre claro como chegarão em cada meta.

A satisfação de um planejador financeiro é enorme em conseguir ser como um verdadeiro amigo para uma família. Não um colega, que bate palmas para tudo. Mas alguém que fala a verdade, que mostra o que às vezes eles não querem ver, que demonstra como chegar onde querem, com esforço e disciplina. Um profissional que puxa a orelha, chama a atenção quando se desviam dos caminhos que traçaram, e que torce junto pelo seu sucesso.

Tenho a confiança de que isso faz a diferença para as vidas da Mariana, do Danilo e de seus filhos. A realização de um planejador financeiro está em poder ajudar a mudar a vida de tantas famílias como esta.

 

*Caco Santos, CFP é planejador financeiro pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF). Email: caco@fs-adv.com

O artigo reflete as opiniões do autor e não do Finanças Femininas ou do IBCPF. O site e o IBCPF não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

 

Este conteúdo foi útil para você?

IBCPF

IBCPF

Planejamento Financeiro

close