O que é esse tal de abismo fiscal?

O que é esse tal de abismo fiscal?

Você já ouviu alguém por aí falando do “abismo fiscal” dos Estados Unidos? Você sabe do que que se trata? É importante saber, já que esse bendito abismo já provocou uma queda das ações no Brasil e poderia fazer com que o dólar subisse para RS$ 2,4, segundo um estudo da consultoria Tendências – o que teria um impacto enorme para empresas e consumidores.

Esse tal de abismo fiscal é um conjunto de aumentos de impostos e corte de gastos públicos que devem atingir os Estados Unidos no início do ano que vem (no dia 1 de janeiro!), se algo não for feito pelo Congresso americano e pelo presidente Barack Obama.

Imagine diversos estímulos para a economia chegando ao fim ao mesmo tempo em que entram em vigor novos tributos, tudojuntoaomesmotempo. A estimativa é que US$ 500 bilhões (isso mesmo: meio trilhão de dólares!) vão sair da economia assim, rapidinho. Se fosse apenas um ajuste fiscal de um tamanho menor, seria até positivo para os Estados Unidos, que uma dívida muito alta. Mas um corte deste tamanho, tão repentino, pode acabar com a recuperação econômica do país que vem rolando desde a crise de 2008 e jogar os EUA de novo em recessão.

Sentiu o drama? Para evitar este abismo, Obama vai precisar criar um acordo no Congresso, o que implica em lidar com visões diferentes sobre gastos e impostos entre republicanos e democratas. Republicanos odeiam aumentos de impostos, principalmente entre os ricos, uma medida defendida por Obama e os democratas.

Mas se os EUA entram neste abismo, todo mundo vai ter que pagar mais impostos, pessoas e empresas, e os programas federais do governo terão cortes importantes, como o auxílio-desemprego. Estes reajustes já estavam programados antes e eram uma medida para ajudar a diminuir a dívida interna dos Estados Unidos, hoje avaliada em US$ 1 trilhão.

E agora? Por isso o climão no mercado financeiro, que aguarda ansiosamente um acordo no Congresso americano, que ninguém sabe se virá a a tempo. Uma saída seria prorrogar os cortes de impostos atuais e rejeitar a diminuição dos gastos públicos, mas para isso, seria necessário criar um projeto para diminuir a dívida do país. Na quarta-feira (28), Obama disse estar otimista de que um acordo poderá ser fechado antes do Natal para evitar o abismo fiscal. Será que agora vai? Estamos torcendo!

Entenderam? Vocês gostaria de entender melhor sobre algum outro assunto? Conte nos comentários!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close