O que é mais importante: tempo ou dinheiro?

O que é mais importante: tempo ou dinheiro?

Qual a sua prioridade hoje: tempo ou dinheiro? A pergunta certamente é difícil de ser respondida, justamente porque as duas opções são constante objeto de desejo de todas nós. Será que seu tempo está sendo usado para fazer o trabalho que você gosta? E financeiramente estiver valendo a pena trabalhar muito, esse dinheiro tem sido usado a seu favor?

Certa vez, escreveu sabiamente o poeta Victor Hugo:

“Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga ‘Isso é meu’,
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem”.

A reflexão é extremamente válida, afinal de contas muita gente acaba perdendo-se entre ter dinheiro e tornar-se escrava dele. Pensando justamente nesta reflexão, o portal de conteúdo Learnvest realizou pesquisa para saber a opinião popular. O resultado foi bem equilibrado, com 54% das pessoas preferindo dinheiro e os demais 46% escolhendo o tempo.

Para complementar a reflexão, o portal de notícias traz ainda pequenos depoimentos de pessoas que justificam suas preferências baseadas em suas experiências de vida. Há quem tenha mudado de profissão por diversas vezes na vida, oscilando entre momentos de riqueza e pobreza, sem arrependimentos. A justificativa foi priorizar a felicidade, que para esta pessoa significava trabalhar com aquilo que gosta. Houve quem também dissesse que mantem dois empregos e vive apenas acima da linha da pobreza.

A verdade é que todo mundo gostaria de tirar melhor proveito do tempo e do dinheiro. Aproveite o início do ano para colocar sua vida na balança. Pense nas coisas que você gostaria de fazer, mas sempre acaba deixando de lado por “falta de tempo”. O velho clichê de que “nós fazemos nosso tempo” tem todo sentido.

Se você gasta tempo demais trabalhando em algo que não te satisfaz, mude de emprego, mude de profissão, se preciso for. Planeje sua vida pensando não apenas em acúmulo de dinheiro, mas em benefícios para sua qualidade de vida. Levar uma vida modesta, mas equilibrada entre os prazeres e as obrigações, é ter uma vida feliz.

 

 

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close