O que é preciso para ganhar dinheiro como freelancer?

O que é preciso para ganhar dinheiro como freelancer?

Trabalhar como freelancer é uma opção que pode ser adotada por decisão própria ou pelas circunstâncias do momento. Seja por uma escolha pessoal ou pela necessidade de explorar uma nova maneira de fazer dinheiro – seja por uma demissão inesperada ou pela dificuldade de reposicionamento em um novo emprego – quem pretende trabalhar por conta própria precisa cuidar de dois pilares para obter sucesso: cuidado com a imagem pessoal e disciplina.

A primeira dessas duas premissas é fundamental para o sucesso de qualquer carreira. Ainda que hoje você trabalhe em uma grande empresa, com um cargo de prestígio e que não pretenda sair deste patamar tão cedo, é preciso levar em conta a imprevisibilidade do futuro, o que faz com que o cuidado com a imagem pessoal torne-se ainda mais importante.

Você também pode gostar: 
Dicas para controlar as finanças trabalhando como autônoma
Saiba como aproveitar empregos temporários
Como ter organização financeira para montar um fundo de emergência

Cultivar boas relações ao longo da carreira é um dos segredos para garantir segurança no futuro, como orienta o professor da IBE-FGV, Júlio César Nogueira de Sá, especialista em RH, Gestão de Pessoas, Marketing, Vendas, Liderança e Inovação. “Sempre oriento as pessoas a entenderem que além de trabalhar para uma empresa, você está se vendendo. As pessoas mais bem-sucedidas que conheço que estão trabalhando como freelancers vieram de grandes empresas e cultivaram boas relações ao longo deste tempo, relações de confiança”, comenta.

trabalho-freelancer

Marketing pessoal

Antes de dar um passo visando a construção de uma carreira como freelancer, ou ainda que essa opção seja feita por um período temporário, é preciso ter em mente que o sucesso deste caminho dependerá de como você cuidar da sua carreira neste momento, em seu atual emprego.

“Muita gente se acomoda em cargos de supervisão, de gerência, acabam dando muita importância para o posto que ocupam e podem acabar frustradas quando vão trabalhar como autônomas”, pontua. Essa frustração ocorre justamente porque o descuido com o marketing pessoal faz com que as relações não sejam duradouras depois que a pessoa se desvincula de uma determinada empresa. O importante é ser lembrada por quem você é, e não somente por ser a gerente da empresa X.

“Vestir a camisa de uma empresa é essencial, isso não é preciso nem discutir. Mas o mais importante é vender-se para as pessoas como alguém essencial, como uma excelente profissional”, reforça. O especialista complementa ainda que não raro é possível observar pessoas que passaram longos anos trabalhando em empresas de engenharia, cultivaram boas relações ao longo dos anos e, ao optarem por deixar a companhia para montar um escritório de engenharia e arquitetura, obtiveram muito sucesso com uma carteira de clientes fieis, cultivados ao longo dos anos. O sucesso, no fim das contas, é a soma dos bons relacionamentos criados e a experiência adquirida em seu ramo de atuação ao longo dos anos.

Disciplina

Há quem enxergue um grande alívio e tenha a sensação de liberdade depois de sair de uma empresa convencional para trabalhar por conta própria. Afinal, existem as vantagens da flexibilidade de horários e de ser a própria chefe. Toda essa liberdade, no entanto, vem com o peso da responsabilidade.

“O que vejo nos exemplos bem-sucedidos é que são pessoas que apreciam a liberdade que possuem, mas são determinadas e bem organizadas. Elas conseguem colocar dinheiro no bolso. A pessoa que não se organiza, cria expectativa, mas não gera resultado”, reforça o professor.

Ele destaca ainda que a pessoa que trabalha em uma empresa grande está sempre sob pressão, sendo avaliada por meio de metas, relatórios, etc. Essa cobrança faz com que ela sempre busque por resultados. Em contrapartida, trabalhando por si só, a cobrança real ao fim do mês serão os boletos vencendo. “Se a pessoa cair no ciclo de correr atrás somente do que precisa para pagar as contas, ela acaba se frustrando. A pessoa sai de um emprego em que ganhava R$ 5 mil mensalmente, mas como autônoma mal consegue tirar R$ 1 mil. Se não houver disciplina para correr atrás dos resultados, ela dificilmente terá sucesso”, finaliza.

Casos de pessoas que cresceram na vida trabalhando por conta própria surgem constantemente, mas para que os resultados positivos apareçam, é preciso conhecer os erros que devem ser evitados. Se o seu desejo é construir uma carreira como freelancer, venda bem o seu peixe e não deixe de acordar cedo para garantir seu ganha-pão!

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close