O que fazer para ficar com o nome limpo

O que fazer para ficar com o nome limpo

Você está com o nome sujo e não vê a hora de se livrar desta situação? O desejo de resolver as pendências financeiras já é um bom caminho. Por onde começar, como limpar o nome e ficar com as contas em dia?

“A primeira coisa é tomar conhecimento das dívidas, saber para quais empresas se está devendo e o valor que se deve”, explica Flávio Calife, economista da Boa Vista SCPC.

Para se informar, cadastre-se em sites de órgãos de proteção ao crédito, como Boa Vista SCPC, SPC Brasil ou Serasa. Desta forma, você faz as consultas necessárias e tem acesso direto aos credores.

Você também pode gostar:
O que fazer depois de ter se livrado das dívidas
Quem disse que não dá para organizar as suas contas?
7 truques práticos para cuidar do seu dinheiro

Depois de saber exatamente o quanto e para quem você deve, é hora de organizar as finanças para quitar as dívidas. Ao procurar os credores, tente renegociá-las. Veja se é possível mudar prazos e juros. Eles também têm interesse em receber e por isso podem procurar formas de facilitar o pagamento.

Todo o esforço para limpar o nome valerá a pena. É importante se afastar de empréstimos, do uso do cartão de crédito e do cheque especial. Neste momento, é fundamental repensar o que houve de errado, para que futuramente você não caia no mesmo ciclo de dívidas. Além disso, vale ressaltar que os juros da economia do País estão em 14,25% ao ano – patamar elevado e que acaba encarecendo o crédito oferecido no mercado. Se no passado você teve dificuldade de arcar com suas dívidas, neste momento é ainda mais arriscado fazer novos empréstimos.

passo-nome-limpo

 

Continue a ler a matéria na próxima página!

O prazo para ficar com o nome limpo é de cinco dias úteis após o pagamento da dívida ou de renegociação. Na segunda opção, a partir do momento em que a primeira parcela for quitada, o nome deve permanecer limpo, de acordo com Calife. Para verificar se seu nome está fora do cadastro de inadimplentes, basta consultar os sites dos órgãos de proteção ao crédito citados acima.

Se você tentar limpar o seu nome e tiver alguma dificuldade, deve procurar o credor para esclarecimentos. Já se tiver sofrido uma cobrança indevida ou tiver sido vítima de fraude, acione o Procon. Se isso não for suficiente, é o caso de procurar a Justiça.

Uma vez que seu nome estiver limpo, não se descuide. Planeje o orçamento todos os meses e esforce-se para ter mais disciplina com o dinheiro. Gaste de forma consciente e evite comprar por impulso. Afinal, você não vai querer ficar com o nome sujo novamente.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close