O que seus erros podem te ensinar?

O que seus erros podem te ensinar?

Engana-se quem pensa que os erros cometidos na vida servem apenas como prejuízo. O único erro que não traz nada de bom é não aprender absolutamente nada com as nossas próprias falhas.  É exatamente esse o pensamento que dissemina o inventor e empresário Stephen Key, que recentemente publicou um artigo falando sobre as cinco lições que precisamos aprender o quanto antes, todas tiradas de experiências pessoais vividas por ele.

Para quem encara diariamente o mundo dos negócios ou planeja dar início a um empreendimento, as dicas dele valem mais que ouro. Afinal, ninguém pode nos impedir de levar alguns tombos, mas não custa nada carregar uns conselhos no bolso, não é mesmo? Com base no artigo, ai vão algumas orientações para quem deseja adquirir experiência como empresária.

Siga seus instintos

Aprenda a confiar mais na sua intuição. Você pode até errar em algumas situações, mas tenha a certeza de que estará certa na maioria das vezes em que desconfiar de algo, ainda que inicialmente não consiga determinar exatamente o que é. Como o próprio autor menciona, “se caminha como um pato e se parece com um pato, então provavelmente é um pato”.

Não apresse decisões

Stephen conta em seu artigo que as decisões precipitadas foram as principais causas dos erros que cometeu. E isso ganha ainda mais força quando estamos falando do mundo dos negócios. Se a pessoa que negocia com você está tentando forçar a barra com o prazo, te pressionando para concluir a negociação às pressas, isso deve servir como alerta. Não se deixe levar pelos argumentos óbvios para justificar a pressa. Como o próprio especialista diz, boas decisões requerem perspectiva, e isso vem com o tempo.

como aprender com os próprios erros

Não perca tempo com as pessoas erradas

Tentar convencer as pessoas de que você tem um bom produto a oferecer pode ser uma tarefa angustiante. Mesmo se você tiver uma grande ideia, muita gente simplesmente não vai querer sair da zona de conforto e assumir os riscos do que você está oferecendo. Isso não significa que você deva desanimar, mas é um sinal de que se não deu certo com o cliente A, talvez o melhor seja ir logo em busca do cliente B, em vez de gastar tempo e energia tentando mudar uma opinião formada.

Desprenda-se do que não é para ser

Com o tempo, é preciso que você saiba equilibrar as diferenças entre “desistir fácil demais” e “forçar a barra”. Batalhe o máximo que puder para atingir suas metas, mas tenha também a sabedoria de admitir que algumas coisas simplesmente não são para acontecer. Em um primeiro momento você pode até reagir com frustração, mas com o tempo você aprende que a aceitação é melhor do que batalhar em algo que não vai funcionar. Inicialmente, ter que aceitar o “não” para aquela oportunidade que você tanto queria pode descer com um certo amargor, mas você vai perceber que as coisas acabam desenhando uma maneira melhor para acontecer! A olho nu, a melhor opção pode estar escondida, lide melhor com a aceitação e deixe que ela se mostre para você!

Não limite suas interações à troca de emails

A comunicação por email pode até ser mais prática em muitas situações, mas você pode acabar ficando em maus lençois em alguns casos, como em episódios que geram espaço para dupla interpretação, ou mesmo para uma leitura equivocada do que você deseja dizer. Se ficar em dúvida sobre a melhor forma de expressar-se, descomplique a vida e resolva os problemas por telefone e até mesmo pessoalmente. As ferramentas da internet servem para facilitar nossas vidas, mas acabam tornando-se um problema quando passamos a ficar refém delas.

 

E então, gostou das dicas? Então aproveite a oportunidade para compartilhar conosco um pouco da sua vivência no mundo dos negócios!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close