Os segredos de gestão de Sonia Hess

Os segredos de gestão de Sonia Hess

A camisaria Dudalina existe há 56 anos. O nome vem da junção dos nomes de Duda, pai da família e, Adelina, sua esposa. A ideia do casal era ter 20 filhos, mas só tiveram 16. Para sustentar a família mantinham uma venda na cidade Luís Alves, em Santa Catarina.

As camisas começaram a ser fabricadas depois de um “erro técnico” de seu Duda. Após comprar muitos metros de tecido, dona Lina quis costurar camisas. Contratou duas costureiras e o negócio não parou mais de crescer. Colocar os filhos foi consequência do negócio. “Minha mãe comprou uma casa pra gente em Camburi e montou duas lojas lá. Nas férias trabalhávamos com ela e isso despertou o espírito empreendedor em cada filho”, diz Sonia Hess, presidente da Dudalina.

O negócio prosperou e Sonia tornou-se presidente da empresa em 2003. Ao longo de toda sua vida profissional, Sonia conquistou uma experiência rica. Não é a toa que é uma das mulheres mais poderosas do Brasil e já recebeu prêmios fantásticos. “Para mim, mulher é que decide!”, afirma. Essas e muitas outras lições você acompanha no bate-papo do Finanças Femininas com ela. Veja:

Visão de futuro
“Minha mãe estava sempre à frente do seu tempo. Na época faltava energia na nossa cidade. Para evitar problemas, ela comprou um gerador de energia”, conta. As dificuldades vão aparecer, porém veja como solucionar os problemas sempre pensando em fazer a sua empresa crescer.

Pule as barreiras
“Em 1978, meu irmão disse que eu precisaria ir para a Espanha aprender novas tecnologias para a produção da nossa empresa. Só não imaginava que precisaria ensinar a costurar. Eu nunca fui boa com isso. Aprendi a técnica e passei a ensinar, mesmo não sabendo costurar”, diz. Não saber fazer uma atividade pode ser uma boa oportunidade para conhecer novos assuntos e se especializar na sua marca. Pense nisso!

Aprenda todos os dias
“A grande benção da vida e que você aprender todos dias. Uma pessoa que passa os dias sem aprender nada de novo é uma pessoa infeliz”, afirma. Assim que deitar, faça uma retrospectiva do dia. Por mais que não tenha sido bom, você pode aprender como melhorar e superara os seus desafios.

Saiba ouvir críticas
“Quando estava na escola, um grupo de meninas tirava sarro de mim que eu era caipira. Eu sofri bullying, mas foi bom para eu aprender e mudar. Resolvi que seria uma mulher do mundo”, conta. Não desanime ao ser criticada. Isso serve como impulso parar melhorar seu desempenho. Esteja aberta a todo tipo de opinião e mude!

Compartilhe tudo!
“Na Dudalina temos um incentivo em que 12% de todo o lucro é distribuído entre todas os colaboradores. Não é um salário, é lucro que aquela pessoa ajudou a gerar. É um dia diferente e muito feliz!”. Quando atingir uma meta, não pegue o resultado só para você. Todas pessoas envolvidas – da presidente até a faxineira – fizeram parte disso. Compartilhe o resultado de maneira justa para motivar a sua equipe a crescer com você.

Fidelize quem te ajuda
“Gosto de presentear meus funcionários e tem que ser de uma maneira que faça a diferença na vida das pessoas”. Na Dudalina todas as pessoas que trabalham na casa a partir de 10 anos ganham um bônus de agradecimento. Quem completa 30 anos de casa ganha uma viagem para Paris! Por que não fazer isso também na sua empresa?

Esteja em sintonia com a equipe
“Para conseguir resultados, você e sua equipe precisam estar em total sintonia”. São os pequenos detalhes no dia a dia de trabalho que vão te motivar a continuar e criar metas de empresa. Não pare de crescer!

Sustentabilidade gera renda
“Na Dudalina, damos os retalhos das camisas para instituições fazerem a nossa Sacola Social. Cedemos máquinas de costura, ensinamos a costurar sacolas e as compramos de volta”. Sustentabilidade é o futuro das empresas. O que restar da sua produção pode mudar a vida de muita gente e, principalmente, o mundo. Como pode ser a sua contribuição?

Empresa é negócio sério
“Empresa familiar só dura até a quarta geração. Na Dudalina apenas 3 sobrinhos trabalham lá. Tem que ser uma meritocracia. Eu só os contratei se eu mesma pudesse demiti-los”. O sentimento de confiança com a família é maior, mas dá muita dor de cabeça. Tome cuidado para lidar com essas relações. Isso pode custar o seu negócio!

Goste de gente
“Empreender é gostar de gente”. Nunca subestime um funcionário ou um cliente. Lide com todas essas pessoas da mesma forma. Seja educada, cordial e atenciosa.

Empenhe-se para dar certo
“Tenho uma frase que é ‘Trabalhe, trabalhe e trabalhe. Planeje, planeje e planeje’. Não dá pra fazer as coisas mais ou menos. Tem que trabalhar muito para as coisas darem certo”. Empreender é ter coragem. Quando for tomar decisões, lembre-se: o ‘não’ a gente sempre tem, lute para que as coisas deem certo e se doe por inteiro. Só assim você conseguirá um ‘sim’!

Sugira novos assuntos para serem abordados no site nos comentários.

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close