Planeje sua viagem com o aumento do IOF!

Planeje sua viagem com o aumento do IOF!

É ano de Copa do Mundo, evento que com certeza vai aumentar expressivamente o número de turistas no Brasil, mas que também deve estimular muitos brasileiros a viajarem para o exterior. Enquanto uns fazem festa em função da realização do evento, outros querem fugir do período movimentado e, consequentemente, da inevitável alta de preços.

As consequências do turismo brasileiro em alta já podem ser percebidas pela população. No carnaval, por exemplo, a passagem aérea pode ser encontrada mais em conta para Paris do que para Porto Seguro. Então, se você tem planos de viajar ao exterior neste ano, é bom ficar atenta a algumas novidades não muito agradáveis.

Para quem não acompanhou, o governo federal aumentou o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) ao fim de 2013. Com a alteração, saques no exterior, compras fora do país no cartão de débito, compras com cheque de viagem e carregamento de cartões pré-pagos passam a ter a mesma taxa aplicada para os cartões de crédito, de 6,38%.

Planejamento

Bom, com esse cenário sua viagem pode não sair tão barata como o esperado, caso não seja feito um planejamento rigoroso dos gastos. Apesar do aumento do IOF, ainda é mais indicado deixar o cartão de crédito somente para o caso de emergências. Uma das justificativas é um levantamento recente feito pela Proteste, o qual aponta que os consumidores podem gastar até R$ 90 a mais em uma compra de US$ 1 mil, somente pela diferença das taxas cambiais praticadas pelos bancos.

Além disso, é preciso ter em mente que você acaba apostando em uma cotação futura na hora de fazer uma compra internacional com o cartão de crédito. Por exemplo, você pode comprar um vestido em uma data em que o dólar esteja custando R$ 2,30, mas se a fatura fechar em uma data com a cotação a R$ 2,34, esse será o valor aplicado.

planeje sua viagem com o aumento do IOF

Soluções

Para tentar amenizar os impactos dos gastos com a viagem, uma indicação da própria Proteste é pagar a hospedagens e os passeios previstos ainda no Brasil, assim o pagamento pode ser feito em real. Fora isso, você tem ainda a opção de levar parte da quantia em espécie, já que nas casas de câmbio a taxa de IOF permanece em 0,38%.

Vale lembrar que, ainda que a tarifação seja mais atraente neste caso, visar com grandes quantias em dinheiro pode ser arriscado. Ainda que você arque com uma despesa maior utilizando as demais opções, não é aconselhável viajar contando apenas com dinheiro vivo.

Caso sua viagem ainda esteja longe de acontecer, aproveite para ir comprando dólar aos poucos, assim você paga um valor médio razoável em meio às flutuações diárias do câmbio.

 

E você, já fez o planejamento de sua viagem? Conte para nós a sua experiência! 

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close