Plano de ação para começar a poupar

Plano de ação para começar a poupar

*Carolina Ruhman Sandler

Juntar dinheiro é algo que parece uma ótima ideia, mas que sempre fica para a próxima segunda-feira, assim como a dieta e a academia. Afinal, temos tantas necessidades e vontades hoje e é difícil abrir mão de algo no presente para priorizar o futuro. Sempre parece que na tal segunda-feira, tudo será mais fácil, você terá menos necessidades e que você sempre pode começar na semana que vem.

O problema é que acaba ficando assim: para a semana que vem. E o tempo vai passando e você deixa sempre para depois. Quando vê, o tempo passou e você não juntou nenhum tostão.

Você também pode gostar: 
Por que a academia fica sempre para segunda-feira?
Como meus pais me ajudaram a cuidar do meu dinheiro
Tenho sapatos demais!

Para mudar isso agora, resolvi montar um plano de ação prático, para começar agora. Não existe a hora certa de começar – o que existe é o hoje, a oportunidade perfeita. Você sempre terá um imprevisto, bom ou ruim, e os motivos para deixar para depois são diversos. Por isso, que tal deixa-los de lado por hoje e colocar este plano em prática? O seu “eu futuro” agradece!

Passo 1: Tire um tempo para estudar os seus gastos

A ideia aqui é simples: pegue os extratos dos últimos 3 meses para entender como você vem usando o seu dinheiro. Não precisa anotar todos os gastos, acredito que isso é impraticável na realidade! Melhor é ver tudo o que você já tem registrado nos extratos. Aqui você consegue ver exatamente quanto ganhou e quanto gastou nos últimos meses.

Passo 2: Separe as despesas

Não adianta colocar em 15 categorias diferentes, pois depois fica muito difícil de entender tudo aquilo. Melhor separar em apenas 3 categorias:

  1. Gastos essenciais: moradia, alimentação, impostos e taxas, transporte…
  2. Gastos supérfluos: lazer, compras, presentes…
  3. Dívidas e investimentos: se você está no vermelho, quais parcelas paga todo mês. Se consegue juntar um dinheiro todo mês, qual é o valor?

Aproveite e baixe nossa planilha amiga de orçamento!

Continue a ler a matéria na próxima página!

Passo 3: É hora de otimizar!

Agora que você tem apenas 3 categorias de gastos, é hora de tentar melhorar isso. O ideal é que você consiga fazer com os seus gastos essenciais representem 50% do seu salário líquido (só o que entra de fato na sua conta!) e os supérfluos, 30%. Assim, você tem 20% do seu salário para usar para pagamento de dívidas. Caso você já esteja no vermelho, é esta grana que você começa a poupar todo mês!

orcamento-plano-acao

Passo 4: Cortar os excessos

Quando você tenta encaixar seus gastos nestas categorias, muitos (e muitas) percebem que a sua vida financeira era muito desequilibrada: sem espaço para emergências, com um padrão de vida muito alto, gastando muito com besteira. Se você se encaixa em algum destes exemplos, não se desespere – é hora de começar a cortar os exageros. Normalmente é mais fácil diminuir certos gastos fixos (academia, conta do celular, assinaturas de revistas, etc) do que mexer no seu lazer. Tente ver onde você tem gastos desnecessários – na minha experiência, todo mundo tem! Estes são os mais fáceis de reduzir…

Passo 5: Estabelecer objetivos

Tudo isso serve para você conseguir juntar 20% do seu salario todo mês. Com este dinheiro, você pode ir atrás dos seus sonhos: uma viagem, uma compra especial, uma festa de casamento, um carro, a entrada em um apartamento… Depende de você. Mas o que você precisa fazer é ter objetivos claros, pois é muito difícil poupar sem saber por que (é como fazer dieta por gostar de passar fome). Com um objetivo em mente, você tem o impulso que precisa para começar a poupar!

Este plano parece simples, mas é poderoso. Este tipo de análise você consegue fazer em uma noite, depois do trabalho, ou mesmo num domingo à tarde. Com ele, você tem o empurrão para começar a ir finalmente atrás dos seus sonhos!

*Carolina Ruhman Sandler é a fundadora do site Finanças Femininas e coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva). Jornalista, tem 31 anos, é casada e mãe da Beatriz.

Fotos: Shutterstock

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close